> > > Sacadas

REFERÊNCIAS /

Sacadas

Foi-se o tempo em que a sacada era aquele espaço pouco frequentado da casa ou apartamento, que recebia apenas uma cadeira (ou rede) e algumas plantas. Hoje, ela é, muitas vezes, a protagonista do projeto arquitetônico. Recebe decoração estilosa e cuidadosamente elaborada e pode ser o lugar preferido dos moradores para relaxar depois de um longo dia de trabalho, ler um livro ou receber os amigos. As fotos do nosso acervo podem servir de inspiração!

Para deixar o ambiente mais aconchegante, a tendência, há alguns anos, é envidraçar a sacada. Assim, seu uso não fica restrito ao verão, e a proteção contra ruídos, poluição, chuva e insetos garante o conforto. No entanto, antes da colocação do vidro, é preciso verificar as normas do prédio a fim de saber se o envidraçamento é permitido e quais materiais podem ser utilizados.

O sistema europeu é atualmente o mais aplicado a diferentes tipos de varanda (côncava, convexa, em grau, reta, entre outras). Ele permite a abertura total do vão, com as folhas de vidro alinhadas no trilho (elas podem ir do piso ao teto ou do guarda-corpo ao teto). Para abrir, elas são giradas em 90° e recolhidas em um dos cantos.

A escolha do tipo de vidro (temperado ou laminado) não é feita pelo consumidor, e sim pela empresa contratada para a instalação, pois não é apenas a beleza da sacada que interessa, mas a segurança dos usuários. Assim, é preciso fazer cálculos que levam em conta a posição do edifício, o número de andares, a região do país em que se localiza etc. O vidro temperado é até seis vezes mais resistente ao vento do que o laminado, mas pode estilhaçar em caso de quebra. Para que isso não ocorra, uma película interna é imprescindível. Já o laminado filtra raios ultravioletas e oferece proteção acústica 10 vezes maior que o outro tipo.

Ambientes integrados

Outra forte tendência são as sacadas integradas à sala. Envidraçadas, elas podem ser usadas como espaço gourmet (com churrasqueira e bar, por exemplo), escritório, sala de ginástica, sala de leitura etc. A separação dos ambientes pode ser feita com uma porta de vidro (com ou sem cortina); com pisos diferentes para demarcar cada espaço; ou sem qualquer tipo de diferenciação (sem porta e com o mesmo piso), de forma que pareça um cômodo unificado. Independentemente da escolha, o ideal é que a decoração tenha o mesmo estilo (rústico, contemporâneo, clássico etc.).

Valorização do imóvel

A construção de sacadas em prédios já prontos é algo cada vez mais comum, que tem por objetivo a valorização de edifícios antigos. O custo é alto, cerca de R$ 5 mil/m², mas vale a pena, pois o valor do imóvel aumenta de oito a dez vezes.

Os novos ambientes podem ser construídos com concreto armado (produzidos no local) ou estrutura metálica (erguidos por um guindaste, elevador ou uma grua aos andares altos). Esta última opção incomoda menos os moradores, pois não precisa de canteiro (ele só é necessário na fase de concretagem da laje). Embora seja mais cara do que o concreto, a estrutura metálica tem como vantagem o tempo reduzido de obra e, consequentemente, o menor custo com equipes. Além disso, ela é mais leve do que o concreto, sendo ideal para reformas em que uma nova fundação é necessária.

Leia a matéria completa sobre a construção de sacadas em prédios já existentes. Veja também: Sacadas fechadas em vidro estão mais 'in' do que nunca. E mais: referências de varandas e espaços gourmets.

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo