> > > Passarelas

REFERÊNCIAS /

Passarelas

Produzidas em concreto, metal, alvenaria ou aço expandido e utilizadas nos mais variados cenários – sobre estradas ou avenidas, em empresas, museus, hospitais, lojas, parques e até mesmo em residências – as passarelas precisam, antes de tudo, ser seguras e acessíveis. Nesse sentido, os guarda-corpos são itens fundamentais e podem ser fabricados com vidro, alumínio, concreto, ferro ou telas. Algumas passarelas ainda surpreendem pelo design moderno e irreverente, como a criada para o Tour Nestlé Chocolover, na Rodovia Presidente Dutra, a 109 Km de São Paulo. Feito em aço e vidro, o elemento chama a atenção por ter recebido película vermelha e uma bela iluminação. Veja outros projetos em nosso acervo!

A passarela que fica sobre o Canal Guarapiranga e próxima à margem do Rio Pinheiros, em São Paulo, além de ser funcional – pois liga o bairro Socorro a estações de trem e metrô e os dois trechos da ciclovia que acompanha o rio – embeleza a paisagem paulistana. Arquitetada pelo escritório LoebCapote Arquitetura e Urbanismo e financiada pela Bayer, a estrutura lembra a planta amazônica vitória-régia e parece estar flutuando sobre as águas. Para conseguir o efeito, pilares e anéis foram conectados por uma rede de vigas metálicas que saem das colunas imitando as partes da flor. Essas vigas são apoiadas em dois pontos na água, de modo que a fundação seja feita na camada de lodo existente no fundo do canal. As ilhas centrais têm estrutura de concreto armado e metal e possuem 18 m de diâmetro. Se de dia a atração é a natureza do entorno, à noite o protagonista é o projeto luminotécnico com LEDs coloridos.

Para permitir a navegação de embarcações de dragagem e manutenção do canal, foram construídas duas passarelas fixas e duas móveis (estas ficam entre as duas ilhas e se movimentam como se fossem portas pivotantes). Nessa estrutura, ciclistas e pedestres convivem harmoniosamente. Para delimitar a área reservada a cada um, foram utilizados dois tipos de piso: madeira (para quem anda a pé) e gradil de chapas metálicas eletrofundidas (para quem anda de bicicleta).

Passarelas pelo mundo

A passarela Solférino fica sobre o rio Sena, entre a Gare D'Orsay e o Jardim das Tuileries, na bela Paris. Ela se diferença das demais estruturas porque os pedestres podem caminhar por ela em dois níveis: superior, que fica ao ar livre, e inferior, por dentro da própria estrutura metálica. Os dois níveis se encontram no tabuleiro superior, no centro do arco. Com 140 metros de comprimento, 11 a 15 metros de largura e vão de 106 metros, a estrutura utilizou 900 toneladas de aço em sua construção. Em Xangai, na China, é a Lujiazui Pedestrian Bridge que chama a atenção de turistas e moradores da cidade. A imensa passarela circular suspensa (fica a aproximadamente 6 metros da rua) foi construída, em 2011, para facilitar a locomoção de pedestres entre os prédios da área comercial de Pudong. A estrutura tem 5,5 metros de altura e é bem larga (permite que 15 pessoas caminhem lado a lado). Para acessar a passarela, há diversas entradas e saídas, todas com escadas rolantes.

Acessibilidade

A Norma NBR 9050/2004, da ABNT, estabelece as diretrizes para acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos, o que inclui passarelas. Dentre as especificações está a obrigatoriedade da existência de rampas e elevadores, além das escadas. A Norma determina, ainda, a largura das rampas de acordo com o fluxo de pessoas, como deve ser a inclinação e os desníveis, as sinalizações compulsórias e prevê áreas de descanso nos patamares a cada 50 m.

Veja também: Referências de praças e parques.

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo