> > > Moradia Estudantil do Campus São José dos Campos da UNIFESP

Moradia Estudantil do Campus São José dos Campos da UNIFESP

Moradia Estudantil do Campus São José dos Campos da UNIFESP
Integrar espaços internos, jardins e a paisagem fez parte da estratégia usada pelo Arquitetos Associados ao criar uma moradia para um campus universitário. O projeto rendeu o primeiro lugar em Concurso Nacional Foto/Imagem:Divulgação Arquitetos Associados

Paisagem em foco

O edifício – dois pavilhões orientados a partir dos limites do terreno – é um elemento estruturador da paisagem, pois redesenha a topografia original para abrigar os espaços coletivos Alexandre Brasil

Integrar espaços internos, jardins e a paisagem foi uma estratégia adotada pelo escritório Arquitetos Associados ao desenvolver o projeto da Moradia Estudantil do Campus São José dos Campos da UNIFESP. Primeiro lugar no Concurso Nacional 2015, o trabalho pressupõe, ao mesmo tempo, uma intervenção arquitetônica e paisagística, com o objetivo de ampliar a visão para os arredores do partido.

"O edifício – dois pavilhões orientados a partir dos limites do terreno – é um elemento estruturador da paisagem, pois redesenha a topografia original para abrigar os espaços coletivos. Assim, ele se sobrepõe ao entorno e enfatiza as faixas de área verde lineares, de preservação permanente", reflete o arquiteto Alexandre Brasil.

O núcleo de moradia, caracterizado por um módulo estrutural quadrado de 4,80 x 4,80 m, permite implantar os apartamentos familiares ao nível do chão, aproveitando as áreas livres e ajardinadas como extensão aberta das unidades. A circulação coletiva está inserida em um conjunto de quatro módulos de 9,60 x 9,60 m. As áreas comuns redesenham o chão e estabelecem uma diluição dos limites entre edifício e paisagem. "Exploramos a tensão e a diferenciação entre o desenho do chão e o desenho da construção", comenta.

Organização do partido

Moradia Estudantil do Campus São José dos Campos da UNIFESP - Paisagem em foco
Serão utilizados os sistemas construtivos metálico modular e concreto armado. Ambos oferecem vantagens como montagem econômica e rápida, com baixo impacto e redução no peso total da construção Foto: Divulgação Arquitetos Associados

Divididas em núcleos, as moradias estão organizadas a partir de nós de circulação vertical. Em cada pavimento foram acomodados os espaços de uso coletivo referentes a cada andar. Os nós interligam-se em diferentes cotas sob as lajes ajardinadas, que abrigam as áreas de convívio ao ar livre e favorecem a integração entre moradores.

Sob e sobre as lajes, sol e sombra se justapõem, espelhos d’água refrescam o ambiente e desníveis usados também como bancos estimulam a apropriação das áreas livres como extensão dos espaços de convivência. A acessibilidade universal é um dos princípios fundamentais do projeto. Tanto nos espaços coletivos quanto nas áreas comuns, os portadores de necessidades especiais são acolhidos.

O acesso principal para a Moradia Estudantil do Campus São José dos Campos da UNIFESP é feito na cota elevada por uma rampa suave que leva à área de acolhimento e convívio, de onde partem outros acessos aos dois pavilhões. Na cota baixa, junto à área de convivência onde futuramente poderá ser implantada uma quadra esportiva, há um acesso alternativo. Ele integrará com a fase de expansão e estimulará o uso desse espaço.

Moradias igualitárias

Cada uma das moradias possui o mesmo desenho e as mesmas condições, orientadas pelos princípios de isonomia, qualidade ambiental, privacidade e flexibilidade. "Com condições rigorosamente iguais para todos os moradores, evitamos privilegiar uns em detrimento de outros", explica Alexandre Brasil.

A qualidade ambiental é assegurada pelo intervalo da circulação e pelo brise vertical existente nos extensos pavilhões. Para auxiliar na circulação há um buffer responsável por reduzir a insolação e a transmissão de calor para o interior da moradia Alexandre Brasil

A partir desse princípio, há uma rigorosa padronização do mobiliário e do núcleo sanitário. O mesmo se aplica ao dimensionamento das unidades. Com a intenção de aproveitar a ventilação cruzada em todos os apartamentos, os dormitórios possuem abertura voltadas para leste. O posicionamento estratégico também mantém a privacidade em relação às circulações de acesso.

Flexibilidade e ventilação cruzada

Outro aspecto trabalhado no projeto da Moradia Estudantil do Campus São José dos Campos da UNIFESP é a flexibilidade, que favorece o rearranjo interno das unidades a longo prazo. Brasil argumenta haver uma clara diferenciação entre as moradias e os elementos permanentes e de natureza infraestrutural – estes apresentam uma concentração de equipamentos e instalações prediais. "Nos apartamentos, o mesmo núcleo de infraestrutura tem um novo desenho, com o banheiro totalmente adaptado e equipado. Mobiliário e portas internas possuem dimensão estudada para oferecer mobilidade sem barreiras."

Voltadas para a face norte, as áreas de serviço, preparo e alimentação ostentam vedações translúcidas. Elas equilibram três pontos fundamentais quando se trata do interior de uma construção: iluminação, ventilação e privacidade. "A qualidade ambiental é assegurada pelo intervalo da circulação e pelo brise vertical existente nos extensos pavilhões. Para auxiliar na circulação há um buffer responsável por reduzir a insolação e a transmissão de calor para o interior da moradia", argumenta o arquiteto.

Materiais e construção sustentável

Pensamentos da racionalização construtiva e da industrialização permeiam o projeto da Moradia Estudantil. Ao optar por esses sistemas, os arquitetos visam a reduzir custo e tempo de implantação, conter despezas com manutenção e diminuir o esforço do trabalhador no canteiro de obras. As medidas serão sentidas na operação do edifício durante toda a sua vida útil

Com esse foco, foram escolhidos materiais, técnicas e processos construtivos sob medida. O prédio apresenta dois sistemas construtivos: um metálico modular industrializado e outro em concreto armado. Cada um terá as suas vantagens. A estrutura principal do sistema metálico terá perfis leves, com pequenos vãos compatíveis com a escala dos espaços internos, e trará uma montagem econômica e rápida, com baixo impacto.

No pavilhões, as lajes treliçadas pré-fabricadas trarão fácil montagem e execução, com nivelamento a laser, polimento e acabamento contínuo com pintura de base epóxi. "Isso reduzirá o peso total da construção, o transporte de materiais e o esforço do trabalhador em todo o processo de montagem", declara Alexandre. O chão – em concreto armado moldado in loco nas contenções e lajes protendidas –, sempre que possível, ficará aparente.

Pré-fabricados

Os módulos hidráulicos industrializados – produzidos com todas as instalações prediais e acabamentos – terão dimensões que permitem o transporte de três módulos por carreta. Na instalação e montagem da estrutura metálica, prevê-se a utilização de minigruas com lanças de 15 metros e capacidade de içamento de até 1,5 tonelada. O sistema industrializado dispensa o uso de guindastes – com acesso ao canteiro de obras dificultado pela topografia – e ainda minimiza o impacto nas áreas de preservação permanente. Vedações e caixilhos modulados serão integrados a armários externos em concreto pré-moldado.

Flexibilidade interna

De olho na flexibilidade de layout, as divisões internas das unidades terão gesso acartonado e marcenaria integrada. As soluções permitem reorganizar os apartamentos sempre que necessário. As escadas metálicas serão padronizadas e os brises industrializados, leves, de fácil instalação, uma vez que a fixação acontece na própria estrutura metálica, de piso a piso. A Moradia Estudantil do Campus São José dos Campos da UNIFESP ainda prevê reservatórios industrializados para água potável, quente – aquecimento solar – e de reúso, além de uma necessária reserva de água para incêndio.

Escritório

Arquitetos Associados18 projeto(s)

Local: SP, Brasil

Tipo de obra:
Escolas

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos da Galeria da Arquitetura.

(55 11) 3879-7777

Fale conosco Anuncie

Outros produtos da e-Construmarket

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo