,
Aguarde carregando...!!!

PROJETOS /

Pedras

As pedras naturais são usadas na construção de edificações há milênios: no Egito, deram forma às pirâmides e ao túmulo de alguns faraós; na Grécia e na Roma antigas, constituíram monumentos, esculturas, estradas e pontes, entre outras belezas. Por serem resistentes e duráveis, muitas dessas obras ainda estão de pé. Hoje, esse material é empregado tanto na estrutura quanto no revestimento de pisos, paredes e fachadas.

Apartamentos, studios e lofts

SP, SÃO PAULO, Brasil

Ambiente e Aplicações:
Diferenciais técnicos:
Materiais predominantes:
Pedras /

Salles & Aldworth Arquitetura e Design

Residência

GO, GOIÂNIA, Brasil

Materiais predominantes:
Pedras /

Tayná Gonçalves Arquitetura e Interiores

Edificações Corporativas

SP, SÃO PAULO, Brasil

Diferenciais técnicos:
Materiais predominantes:
Pedras /

Perkins+Will

Centros Culturais

RJ, RIO DE JANEIRO, Brasil

Diferenciais técnicos:
Design /
Materiais predominantes:
Pedras /

M&T - Mayerhofer e Toledo

Edificações Corporativas

SP, SÃO PAULO, Brasil

Materiais predominantes:
Pedras /

/ MIS Arquitetura e Interiores

Cada rocha tem características próprias, de acordo com o solo em que foi formada, os minerais que fazem parte de sua composição e o processo geológico pelo qual passou. Essas propriedades é que vão indicar o seu uso ideal. Por exemplo, a brita ou pedra britada é indicada para a fabricação de concretos, fundações, estruturas, calçadas etc.; já o granito, é usado na construção de lavatórios, pias, bancadas e para revestimento de fachadas, lareiras, rodapés e peitoris; o mármore está presente em pisos, escadas residenciais, bordas de banheira, mesas e paredes internas; o basalto, a miracema, o seixo rolado, o mosaico português e a ardósia são comumente empregadas em paredes e pisos de áreas externas; já a São Tomé e a Goiás são excelentes opções para a área ao redor da piscina.

Granito

A especificação da pedra depende do local onde será aplicada. O piso de ambientes corporativos ou comerciais sofisticados, por exemplo, geralmente é de granito. Composto de diferentes tipos de rocha, ele é encontrado em cores variadas, como branca, vermelha, amarela, verde, azul, preta, marrom ou cinza, e pode receber diferentes acabamentos. O polido é o mais usual, mas também pode ser bruto, jateado, flameado, apicoado ou escovado. Além da aparência, a resistência à abrasão e a durabilidade são características que fazem do granito uma das pedras mais tradicionais para o acabamento de pisos, paredes e fachadas de ambientes internos ou externos, além da confecção de pias, mesas e balcões.

Em paredes e fachadas, o granito deve ser fixado com argamassa e rejuntamento e reforçado com pinos metálicos. No piso, essa pedra também pode ser fixada com argamassa ou ser elevada e apoiada sobre suportes. Para evitar os efeitos da umidade e o aparecimento de manchas, as argamassas colantes flexíveis são mais indicadas do que as soluções cimentícias convencionais. Leia a matéria detalhada sobre granito.

Mármore

Os mármores, por sua vez, são menos resistentes que os granitos e altamente porosos, por isso não são recomendados para pisos, principalmente de cozinhas e no boxe do banheiro. Nesses cômodos, podem manchar mais facilmente. Mármores também podem ser polidos, brutos, levigados, jateados, flameados ou apicoados. A durabilidade varia de acordo com a sua constituição e com a aplicação. Há produtos mais frágeis e outros mais resistentes. Por isso, é preciso cuidado na hora da escolha. Em residências, pode durar até 20 anos. Mas a vida útil cai bruscamente em estabelecimentos com tráfego intenso, como shoppings e supermercados (menos de um ano), ou em contato com areia, como em casas de praia (entre dois e três anos). Para aumentar a durabilidade dos mármores, um impermeabilizante pode ser aplicado sobre a superfície. Esse produto não altera a aparência da rocha.

Manutenção

Para evitar manchas, a limpeza das pedras deve ser feita com uma vassoura ou aspirador. Para tirar poeira de mármores e granitos, basta passar um pano úmido. Para a sujeira mais “grossa”, uma vassoura com cerdas macias pode ser usada antes de se passar o pano. Substâncias abrasivas ou com princípios ativos fortes, como ácido muriático, água sanitária, sapólio, amoníaco, hipocloreto de sódio, soda cáustica, querosene ou ácidos cítricos, são proibidas, pois podem causar danos irreversíveis.

Saiba mais sobre pedras naturais nesta matéria http://www.aecweb.com.br/cont/m/rev/pedras-naturais-sao-boas-opcoes-para-construir-ou-decorar_8220_0_1.

Veja aqui como recuperar pisos de pedra.

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo