> > > Alumínio
Aguarde carregando...!!!

PROJETOS /

Alumínio

O alumínio é um metal versátil, amplamente empregado na construção civil. Pode ser aplicado em pisos e rampas, por sua propriedade antiderrapante; revestir paredes; e constituir escadas, portões, telhas e esquadrias. As chapas desse material são excelentes isolantes térmicos – pois refletem o calor e os raios solares –, e altamente resistentes à corrosão, sendo ideais para edificações em cidades litorâneas.

Escritórios

PB, JOÃO PESSOA, Brasil

Ambiente e Aplicações:
Diferenciais técnicos:
Design /
Materiais predominantes:

L. Maia Arquitetos

Museus

MG, BELO HORIZONTE, Brasil

Diferenciais técnicos:
Materiais predominantes:

Horizontes Arquitetura e Urbanismo

Escritórios

RJ, RIO DE JANEIRO, Brasil

Materiais predominantes:

Duomo Architectura

Escritórios

RJ, RIO DE JANEIRO, Brasil

Ambiente e Aplicações:
Diferenciais técnicos:
Design /
Materiais predominantes:

/ Duomo Architectura

Também é bastante visto em fachadas, inclusive as ventiladas. O painel – composto por duas chapas de alumínio e uma camada de polietileno –, é mais plano e apresenta melhor desempenho termoacústico do que a chapa única. Para vedação ou fechamento de edifícios, as chapas duplas devem ser associadas à lã de rocha e a paredes de drywall. A chapa única também pode ser usada com esse propósito, mas é necessária, nesse caso, a aplicação de uma camada espessa de isolante termoacústico.

Uma tendência é o uso de sistemas industrializados, que proporcionam agilidade à obra. Outra tendência é o “metal verde”, que nada mais é do que sucata de alumínio reciclada. A versão sustentável desse metal consome 20 vezes menos energia elétrica do que a convencional para ser fabricada e é usada na confecção de esquadrias. As sobras desse processo de produção também são recicladas. Leia a matéria sobre reciclagem de alumínio na íntegra.

Esquadrias

Vinte por cento dos caixilhos fabricados no Brasil são esquadrias de alumínio. Elas podem ser prontas, com medida-padrão ou feitas sob encomenda. Esse metal pode receber diferentes tipos de acabamento, dentre eles a pintura eletrostática a pó e a anodização feitas por empresas especializadas; ser associado a vidro simples, duplo insulado ou laminado; e receber diferentes tipos de vedação: escova, borracha de EPDM ou silicone. O tratamento para a superfície das esquadrias pode ser branco ou em tons pastel.

Se especificada corretamente, a esquadria de alumínio apresenta elevada estanqueidade ao vento e à chuva. A instalação do modelo de alumínio anodizado deve ser feita após o término da obra para evitar respingos de concreto. As esquadrias precisam ser protegidas com fita adesiva de PVC para a pintura das paredes. Fita crepe não deve ser usada, pois pode manchar o caixilho. Para a manutenção, bastam água e sabão neutro. Se a janela ou a porta for pintada, a cera automotiva pode ser usada para realçar a cor e o brilho.

Atualmente as esquadrias integradas têm substituído as de correr com dois ou três planos, principalmente em dormitórios de edifícios residenciais de médio ou alto padrão. Nas obras de alto padrão, outra forte tendência é a esquadria oscilo-batente, que abre para dentro e “tomba” na parte superior. Os modelos pivotante e maxim-ar reversível ou não reversível são ideais para ambientes úmidos, como cozinhas, banheiros e áreas de serviço.

Em salas de jantar, salas de estar e escritórios com pequenos ou grandes vãos, o arquiteto pode ousar mais, usando para separar os ambientes, além da tradicional porta de correr, a pivotante, a curva em planta, a camarão etc. A esquadria composta de alumínio na face interna e madeira na externa é uma ótima opção para essas divisórias.

novidadesfechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo