> > > Casa Gaya

Casa Gaya

Casa Gaya
Com clima de casa de campo, a Casa Gaya tem espaços generosos e uma área de lazer com piscina e vista para as montanhas da região Foto/Imagem:Fran Parente

Refúgio sereno

A rotina caótica na cidade de São Paulo instigou um casal a buscar refúgio em uma região de montanhas em Atibaia, interior de São Paulo. Foi assim que nasceu a Casa Gaya, um projeto com 460 m² assinado pelo do escritório Candida Tabet Arquitetura e totalmente orientado à natureza.

Os arquitetos decidiram explorar a interação da geometria dos volumes com a vegetação local, resultando em uma morada tranquila, desenhada para um casal que trocou a agitação da cidade pelo clima sossegado do campo.

“A Casa Gaya propõe uma fusão entre a arquitetura, seu interior e os arredores. O projeto explora a interação entre os volumes brancos irregulares e a impressionante vegetação natural do terreno”, explica a arquiteta Candida Tabet.

Discreta e minimalista

Pensada para receber amigos e familiares e, ao mesmo tempo, garantir privacidade aos proprietários, a residência foi dividida em três setores (íntimo, social e de serviços), que se conectam pela passarela central.

A segmentação possibilitou o contato das áreas interna e externa, assim como as áreas de serviços, social e íntima se conectam com a área gourmet com churrasqueira e piscina.

Sala de TV, home office, sala de ginástica e suíte master com terraço recebem luz zenital e têm contato com o jardim através dos panos de vidro. No centro, encontram-se hall de entrada, sala de estar, sala de jantar e área de serviços. Do outro lado, estão três suítes de hóspedes e adega. À frente das áreas sociais ficam a piscina com terraço e a área gourmet com churrasqueira.

Para observar a paisagem

A lareira - localizada ao centro da área social - modernizou o espaço e confere conforto aos moradores em dias frios Foto: Fran Parente 

Uma das estratégias durante a construção foi desconstruir o plano tradicional da cobertura, promovendo dobras intencionais e estratégicas. A combinação de movimentos em diversas inclinações conferiu ritmo à volumetria da cobertura, que é estruturada em madeira garapeira proveniente de manejo sustentável.

O cantiléver – com 40 m de comprimento x 4 m de profundidade – foi possível devido à combinação da teia de vigas de madeira, aço único e imponentes feixes que sustentam a estrutura estendida até a área da piscina.

A estrutura com grande vão criou um térreo integrado onde ficam a sala de estar, de jantar e a cozinha, todas conectadas ao jardim e à piscina. Direcionado para as montanhas, do espaço é possível contemplar a paisagem do entorno.

Veja na Galeria da Arquitetura outras residências de campo:

Residência Quinta do Golf, por Solange Cálio Arquitetos

Casa da Dica, por Roziane Faleiro

Residência Kurumim, por P.M. Arquitetura


Escritório

Candida Tabet Arquitetura13 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Conclusão da obra: 2019
Área construída: 720

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo