> > > Mercado Mané

Mercado Mané

Mercado Mané
Uma edificação utilizada durante os Jogos Pan-Americanos de 2007 foi reaproveitada e ganhou novos usos: um mercado gastronômico com 21 operações entre bares, restaurantes e adega. Por BLOCO Arquitetos Foto/Imagem:Joana França

Edificação transformada

Um misto de restaurante, bar e feira, o Mercado Mané é a mais nova experiência gastronômica de Brasília. Está localizado entre o Estádio Nacional Mané Garrincha e o Ginásio Nilson Nelson, no Eixo Monumental. Conta com 17 restaurantes, 3 bares, adega, cozinha escola, lojinha e até mesmo uma horta urbana que recebe compostagem a partir dos materiais gerados no mercado.

Mas, apesar do seu projeto engenhoso e sustentável, assinado pela equipe do BLOCO Arquitetos, o empreendimento funcionará de forma temporária até a instalação definitiva do futuro Complexo Esportivo de Brasília naquele local, prevista para 2026.

A edificação também já teve um passado: em 2007, foi utilizada durante os Jogos Pan-Americanos. Como o espaço estava ocioso desde então, os arquitetos do BLOCO reaproveitaram a estrutura da cobertura para abrigar os novos usos do mercado gastronômico.

O projeto propôs soluções simples de intervenção, pois as obras deveriam durar apenas três meses. “Retiramos as paredes que circundavam a antiga construção com o intuito de criar uma ‘grande varanda’ sob a qual distribuímos todas as funções do novo programa em áreas semiabertas que podem fazer uso pleno da ventilação e iluminação naturais”, contam os autores do projeto, Daniel Mangabeira, Henrique Coutinho e Matheus Seco.

A cobertura também foi revitalizada e sofreu pequenas alterações, como a pintura do sistema de coleta de águas pluviais. Também foi criada uma laje de piso de concreto nova e ligeiramente elevada do chão de modo a redefinir e ampliar os limites do mercado e marcar seus acessos principais sem a necessidade de cercas ou outras barreiras visuais.

“Ao redor do piso criamos áreas ajardinadas perimetrais que também adentram o espaço interno e delimitam ambientes, trazendo o paisagismo para dentro da grande cobertura”, completam os profissionais. O paisagismo foi assinado por Claudia Pellicano e Ana Paula Roseo.

Sustentabilidade e responsabilidade social

Para suprir o alto consumo de energia na operação dos restaurantes, o Mercado Mané conta com sistema de energia híbrido, sendo alimentado tanto pela rede local quanto por energia fotovoltaica.

Devido à horta urbana, que recebe compostagem a partir dos materiais gerados no mercado, a ação integra o programa Lixo Zero, que tem como objetivo diminuir o impacto ambiental com a redução de resíduos em pelo menos 90%.

Tendo como foco a responsabilidade social e a inclusão, serão realizadas no espaço aulas de cursos profissionalizantes da área de gastronomia do SENAI para pessoas em situação de vulnerabilidade social e arrecadação de alimentos.

Veja outros projetos de restaurantes na Galeria da Arquitetura:

Restaurante La Belle, de Studio Gabriel Bordin

Restaurante Cebicheria, de Mínima Arquitetura

Wine Garden, de Babel Arquitetura


Escritório

BLOCO Arquitetos18 projeto(s)

Local: DF, Brasil
Conclusão da obra: 2022
Área construída: 4000

Tipologia:
Comercial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo