> > > Casa na Areia

Casa na Areia

Casa na Areia
Fazendo jus a seu nome, esta morada está localizada na areia da praia de Itapororoca (BA) e, graças à arquitetura impecável do studio mk27, estabelece total simbiose com a natureza. Seu programa está distribuído em cinco volumes discretos e harmoniosos Foto/Imagem:Fernando Guerra

Parte da paisagem

O encontro de uma praia paradisíaca com a arquitetura impecável do studio mk27 só poderia resultar em um projeto singular, como aconteceu com a Casa na Areia.

Desenhada pelo premiado arquiteto Marcio Kogan, fundador do escritório, a morada está na praia de Itapororoca, em Trancoso. Entre ela e o deslumbrante mar azul do Bahia, insere-se uma densa mata que completa o cenário deslumbrante.

De acordo com Kogan, a residência apresenta-se como uma autêntica experimentação sobre a dissolução da arquitetura no espaço natural. Mais do que uma casa, trata-se de uma máquina sensorial na qual elementos como natureza, luz, sombra e o constante som do oceano tornam-se fundamentais.

Cinco volumes, uma cobertura

A Casa na Areia foi edificada em um terreno de 6.570 m², mas sua área construída totaliza 819 m². Ela tem um programa funcional e reduzido, além de ser desprovida de espaços fechados que não sejam estritamente necessários.

Os ambientes básicos foram condensados em cinco volumes separados, cada qual com sua função: um para a cozinha, outro para o almoço, um para a sala e o quarto principal, e os dois outros para os demais quartos. Tais volumes foram colocados em paralelo, sobre um deck de madeira retangular alongado e ligeiramente elevado em relação ao solo.

Todo o projeto foi coberto por uma pérgola de eucalipto roliço rústico sustentada por 14 pórticos de madeira laminada. Nessa cobertura, foram criadas 12 aberturas retangulares que interrompem a continuidade e permitem a passagem das árvores preexistentes no terreno, bem como a entrada de luz natural e de sombras sugestivas que criam cenários espetaculares ao longo do dia, conforme a passagem do sol.

De acordo com o arquiteto, soluções como essas ajudaram a reduzir reduz a lacuna entre arquitetura e natureza e trouxeram permeabilidade ao projeto.

O studio mk27 assinou o projeto arquitetônico e de interiores. Integraram a equipe de Kogan: Marcio Tanaka (co-autor), Serge Cajfinger, Diana Radomysler e Pedro Ribeiro. O paisagismo é de autoria de Isabel Duprat.

Linhas orgânicas

Afastada da estrutura principal e mais próxima à praia, a piscina possui linhas curvas que lembram linhas naturais. Internamente, porém, ela possui linhas paralelas de dois sistemas de degraus opostos que partem de duas alças e se movem em direção à parte central formando uma área retangular livre.

A orientação da piscina é girada longitudinalmente em 45 ° em relação à estrutura principal, introduzindo um diálogo dinâmico com a casa e a praia.

Veja outras residências na Galeria da Arquitetura:

Residência AD, por Anastasia Arquitetos

Casa Tarumã, por Laurent Troost Architectures

Casa Cosmos, por S-AR


Escritório

Studio MK2745 projeto(s)

Local: BA, Brasil
Início do projeto: 2015
Conclusão da obra: 2019
Área do terreno: 6570
Área construída: 819

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo