> > > Alphaville Nova Esplanada 1 e Plus

Alphaville Nova Esplanada 1 e Plus

Alphaville Nova Esplanada 1 e Plus
O projeto do condomínio fechado Alphaville Nova Esplanada 1 e Plus, desenvolvido pelo DMDV Arquitetos, incluiu a construção da portaria e das áreas comuns, como salão de festas e piscina Foto/Imagem:Maíra Acayaba

Preparado para receber residências

Assinado pelo escritório paulistano DMDV Arquitetos, o projeto do Alphaville Nova Esplanada 1 e Plus, condomínio fechado residencial localizado em Votorantim, interior de São Paulo, inclui portaria e áreas comuns, como piscina, salão de festas e quadras poliesportiva e de tênis.

Concepção estrutural

O projeto tira partido da topografia do terreno, que apresenta declive. O condomínio possui três níveis distintos. O primeiro conta com salão de festas, sala de ginástica e piscina. No segundo nível, encontra-se a quadra poliesportiva e, no terceiro, as quadras de tênis e o playground.

A portaria forma um grande prisma reto. As vigas de concreto aparente, com 1,20 m de altura, possuem três apoios no sentido longitudinal: duas empenas de pedras nas laterais e um pilar circular de concreto aparente no centro do vão. Uma caixa de vidro configura a área fechada da guarita, fazendo da cobertura um portal completamente livre. As empenas de pedra laterais possuem uma abertura para a identificação do acesso de caminhões.

“O mesmo conceito estrutural da portaria define as demais edificações. Com suas vigas de concreto aparente, o salão de festas configura-se como um grande prisma retangular, implantado no mesmo sentido da portaria, perpendicular à via de acesso. Suas extremidades encontram-se fechadas, e uma grande área avarandada circunda o salão de festas, ampliando o espaço para eventos na área central do edifício”, explica o arquiteto Bruno Vitorino.

Muxarabis em destaque

Na face voltada para o acesso principal, a varanda encontra-se protegida por muxarabis, o que garante a proteção solar para a face norte. O lado oposto da varanda caracteriza-se como uma extensão da área da piscina. Em uma das extremidades desse bloco encontra-se a associação de moradores e o setor de triagem de funcionários com acessos independentes.

Implantado perpendicularmente ao salão de festas, um pequeno edifício abriga os vestiários e a sala de ginástica, oferecendo privacidade aos usuários da piscina. Esse pequeno bloco segue o mesmo princípio do maior, com uma face aberta e fechamento de vidro voltado para a área comum e outra face com fechamento em muxarabis.

“Os muros de arrimo possuem revestimentos de pedras e relacionam-se com o restante da implantação. Dessa forma, os quatro elementos empregados, concreto, pedra, vidro e madeira, estabelecem uma relação entre todo o conjunto”, finaliza Vitorino.


Escritório

DMDV arquitetos11 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Início do projeto: 2010
Conclusão da obra: 2011
Área do terreno: 13.271
Área construída: 961

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo