> > > Estúdio Som Livre

Estúdio Som Livre

Estúdio Som Livre
A criação de diferentes cenários e de espaços multifuncionais foram as prioridades do projeto assinado pelo escritório Canvas Arquitetura para o Estúdio Som Livre Foto/Imagem:Leo Costa

Do divertido ao contemporâneo

O escritório Canvas Arquitetura + Design foi convidado pelos profissionais do Estúdio Som Livre para desenvolver um projeto com espaços multifuncionais, nos quais fossem combinadas as funções de estúdio de gravação com o local de trabalho de toda a equipe.

“Priorizamos a circulação livre, assim as equipes de diferentes áreas da empresa podem ter acesso ao espaço da produção dos conteúdos” conta a arquiteta Fernanda Mota.

O Estúdio Som Livre ganhou um design despojado e moderno, totalmente diferente do que comumente é visto nos estúdios: uma caixa preta que recebe elementos de cenografia.

Ampliação dos espaços

Como o espaço é voltado à produção audiovisual, era preciso receber uma base que criasse cenários de forma rápida para gravações no dia a dia. Como solução, os arquitetos projetaram uma base de marcenaria que deu origem à arquibancada e permitiu que todos os espaços do estúdio fossem aproveitados como cenários.

Em um espaço com 195 m², o escritório projetou uma nova sala para edição de vídeos com capacidade para oito pessoas, um amplo estúdio com cenários adaptáveis a cada tipo de programa, espaço chroma key, ilha para edição de áudios, centro de processamento de dados (CPD), casa de máquinas, banheiro e camarim.

Instrumentos musicais decoram todos os espaços Foto: Leo Costa

O coração do projeto

“A arquibancada em ‘L’ é o coração do projeto. A configuração foi ideal para deixar a parte central do estúdio livre, em razão de que é preciso para criar diferentes cenários”, explica a arquiteta. Ademais, decora o espaço e é funcional, já que pode guardar todos os equipamentos que não estão em uso.

Toda a marcenaria base das estantes, arquibancadas e dos volumes recebeu acabamento em compensado para combinar com a base cinza do piso, o concreto aparente nas paredes e o teto preto.

Os arquitetos optaram por tapadeiras com rodízios, que dividem os espaços e criam fundos diferentes, além de não ocuparem espaço. Dessa forma, um pocket show, uma entrevista ou live podem ser gravados no mesmo espaço, porém com decorações diferentes.

“Os móveis e elementos soltos destacam-se nos espaços por suas cores e design. Cada peça foi pensada para possíveis combinações, gerando cenários com climas diferentes: uma pegada mais clássica, praiana, rock ‘n’ roll ou contemporânea”, destaca Mota.

Para se adequar às atividades da empresa, o projeto de acústica foi realizado pela equipe do Thompson Motta, que criou um sistema de isolamento acústico com chapas de gesso acartonado e lã mineral com acabamento em compensado para envelopar paredes, teto e piso.

Veja outros projetos na Galeria da Arquitetura:

Centro Musical em Campos de Jordão, por MMBB Arquitetos

House Of Music, por Coop Himmelb(l)au

Roteiro Musical de São Paulo, por Atelier Marko Brajovic e Estudio Guto Requena


Escritório

Canvas Arquitetura + Design1 projeto(s)

Local: RJ, Brasil
Início do projeto: 2017
Conclusão da obra: 2018
Área construída: 195

Tipo de obra:
Escritórios
Tipologia:
Corporativo

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo