> > > Dona Deôla Itaim Bibi

Dona Deôla Itaim Bibi

Dona Deôla Itaim Bibi
O projeto arquitetônico da Dona Deôla, em São Paulo, funciona como restaurante, empório e lanchonete, sem perder o foco no negócio principal – a padaria Foto/Imagem:Sérgio Israel

Amplo conceito de padaria

O projeto arquitetônico da Dona Deôla do Itaim Bibi, bairro da zona oeste de São Paulo, resultou da intenção dos arquitetos do Studio Zeh Arquitetura de reinventar o conceito de padaria. O estabelecimento figura, ao mesmo tempo, como indústria panificadora, restaurante, lanchonete e empório.

O arquiteto Fellipe Del Re conta que a maior dificuldade foi adequar o conceito de padaria ao público local, que, por não necessariamente residir na região (apenas trabalhar ou circular por ali), nem sempre cultiva o ritual de comprar pães. “Por isso, pesquisamos ideias dentro e fora do país e conseguimos criar o espaço que acreditamos ser adequado a esse novo tipo de concepção. Ali funciona um pouco de tudo, sem perder o foco no negócio principal – a fabricação de pães”, enfatiza.

Mais que desenvolver um espaço moderno, amplo e aconchegante para os clientes, a grande intenção era fazer com que a Dona Deôla fosse percebida como um estabelecimento onde as pessoas podem comer um lanche, almoçar, comprar mantimentos e até mesmo uma pizza para levar para casa.

Design e distribuição dos ambientes

O projeto envolveu a reforma de um estabelecimento onde antes funcionava uma oficina e revenda de carros de luxo. Assim, foi preciso demolir boa parte da edificação existente, porém, preservando seus gabaritos de altura e projeção, caracterizados pelo pé-direito duplo. “Para preencher o vazio desse espaço, instalamos refletores tipo indústria, que pendem a quase 3 metros do piso e dão charme ao local”, expõe Del Re.

Dona Deôla Itaim Bibi - Amplo conceito de padaria
As tubulações de exaustão foram deixadas aparentes Foto: Sérgio Israel

Pensando na praticidade do projeto, o layout foi disposto em U. Essa configuração além de formar uma praça interna, que recebe iluminação natural através do brise de madeira instalado no teto, também permite a circulação dos clientes por todo o espaço, sem que eles cruzem a área de serviços, que por sua vez tem acesso a todas as alas de atendimento e reposição de mercadorias. Segundo o arquiteto, apesar da distribuição clara dos setores, os espaços mantêm-se integrados.

É também na iluminação artificial que projeto se destaca. Para fugir do estereótipo de que uma padaria deve ser extremamente reluzente, cada espaço foi trabalhado de acordo com sua atividade; assim, as estantes de produtos têm iluminação focal intensa, os ambientes de trabalho ganham luz mais clara e, por fim, as áreas dos clientes apresentam iluminação calma e quente, para criar um clima de aconchego na hora de degustar os produtos da loja.

Outro grande diferencial da Dona Deôla – Itaim Bibi se deve à fachada, cujo desenho lembra uma cesta de pães. Ela foi feita de estrutura metálica, com tiras de poliuretano recortadas, que dão durabilidade e leveza à composição.

Já na área externa, há plantas em grandes vasos e árvores nativas que, de acordo com o arquiteto Fellipe Del Re, criam uma atmosfera amigável e trazem um pouco do verde ao projeto.


Escritório

StudioZeh Arquitetura7 projeto(s)

Local: SP, Brasil

Tipo de obra:
Padarias
Tipologia:
Comercial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo