> > > Casa Vista

Casa Vista

Casa Vista
Com um arrojado vão de 45 metros sob o qual se instala uma varanda ao ar livre, a Casa Vista se abre para as cores que a rodeiam, como o infinito azul do mar de Trancoso. Situada sobre um penhasco, a morada é de autoria do studio mk27 Foto/Imagem:Fernando Guerra | FG+SG, Christian Møller Andersen

Do alto de um penhasco

Localizada em um penhasco de 46 metros de altura em Trancoso (BA), a Casa Vista – que, como o próprio nome diz, aproveita os visuais do entorno – tem ares de uma luxuosa casa de campo com enormes aberturas para o infinito azul do mar.

Com projeto de Marcio Kogan (studio mk27) em coautoria com Samanta Cardo e Beatriz Meyer, a morada destaca-se na paisagem por sua fachada envolvida por “ripas de eucalipto cinzento que parecem crescer como raízes petrificadas”, como descrevem os arquitetos.

Todo seu programa encontra-se sob o mesmo teto, envolvido por um telhado gigante de duas águas feito de madeira reciclada, cujas telhas foram trabalhadas artesanalmente uma a uma.

Outro destaque é o volume alongado da construção, que gera uma estrutura de 60 metros de comprimento. De acordo com os arquitetos, a solução visa emoldurar a paisagem como uma lente grande angular.

A partir da utilização de uma estrutura metálica foi possível obter um audacioso vão de 45 metros de comprimento, sob o qual foi criada uma varanda ao ar livre conectando os jardins de ambos os lados e circundando uma caixa inferior branca que mais parece uma casa dentro de outra casa.

Este volume abriga três quartos, uma pequena sala de TV, um banheiro e uma sala de estar envolta em painéis de Viroc perfurados (um composto denso de madeira e cimento), que podem se abrir completamente como telas dobráveis. Nas extremidades da casa, sob a estrutura principal, ficam a suíte master e a cozinha.

Na arquitetura e no projeto de interiores, os arquitetos priorizaram uma paleta de cores neutras, evitando tirar destaque da paisagem circundante. “As cores fortes da natureza são filtradas e emolduradas por uma paleta neutra. Os volumes fechados se abrem para terraços e corredores ao ar livre. Os limites precisos são, em última análise, diluídos por esta vida permeável”, comentam.

Desempenhando papel fundamental na imponência da morada, o paisagismo foi assinado por Isabel Duprat.

Veja outros projetos na Galeria da Arquitetura:

Residência ALL, por Gui Mattos

Casa da Montanha II, por David Guerra Arquitetura e Interiores

Refúgio Cainã, por Bruno Zaitter arquiteto


Escritório

Studio MK2746 projeto(s)

Local: BA, Brasil
Conclusão da obra: 2020
Área construída: 843

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo