> > > Pixel

Pixel

Pixel
Peças coloridas e desfragmentadas criam um efeito único na fachada do edifício Pixel, que ainda se destaca pela utilização de diversas soluções sustentáveis Foto/Imagem:John Gollings

Figura pixelada

A emblemática fachada do Pixel, situado em Melbourne, na Austrália, é um anúncio das inovações do studio505 para esse projeto arquitetônico. O corpo do edifício é tecido por placas coloridas, cujas formas irregulares montam um conjunto desfragmentado, semelhante a uma figura pixelada. Por trás desse design único, o empreendimento é um exemplo de eficiência energética e sustentável, pois apresenta sistemas de captação de água pluvial e telhado verde, além de gerar sua própria energia.

O Pixel é um edifício comercial de quatro andares, construído pela empresa Grocon. O prédio emprega, ainda, diversas estratégias ambientais, como sistema de vácuo para os vasos sanitários – dispensando a utilização de água nas descargas –, absorção de água da chuva por meio do telhado-jardim, além do tratamento de resíduos tóxicos para a obtenção de energia, utilizando a técnica de digestão anaeróbia de esgoto. Enquanto isso, os painéis solares e as turbinas eólicas de eixo vertical, instaladas na cobertura, geram energia suficiente para compensar o uso de eletricidade do imóvel.

Pixel - Figura pixelada
Em diferentes formas e tamanhos, as peças são dispostas na diagonal – ora voltadas para dentro, ora para foraFoto: Ben Hosking

Diante disso, o edifício alcançou 105 pontos na avaliação da certificação “Green Star”, desenvolvida pela instituição Green Building Council da Austrália (GBCA). Também registrou o mesmo número no selo LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), e a expectativa é conquistar pontuações positivas em outros certificados de importância mundial, como o BREEAM (Building Research Establishment Environmental Assessment Method). De acordo com o studio505, há em torno de 740 mil edifícios ostentando essas três certificações em todo o mundo.

Além da estética peculiar, os elementos que compõem a fachada do Pixel contribuem para reduzir a incidência direta do sol nos ambientes internos. Com a ajuda dos vidros duplos, as peças geométricas da fachada formam venezianas, que sombreiam o exterior da edificação e controlam a entrada de iluminação natural.

Essas peças são fixadas em uma estrutura formada por tubos metálicos que, dispostos em plano vertical, chegam a ultrapassar o volume do edifício tanto na extremidade superior quanto na inferior.


Escritório

Studio 5052 projeto(s)

Local: ME, Austrália
Conclusão da obra: 2010
Área construída: 1136

Tipologia:
Corporativo

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo