,
> > > Casa Jabuticabeira - Piracicaba

Casa Jabuticabeira - Piracicaba

Casa Jabuticabeira - Piracicaba
O muro de pedras, ao fundo, tem em sua face interna vários nichos que tiram o visual de muro chapado ao ser banhado pela luz do sol ou pela iluminação artificial durante a noite Foto/Imagem:Sergio Israel

Convívio e abrigo com intimidade

A jabuticabeira no pátio, compondo o jardim, é uma pequena lembrança da natureza. Esse cuidado e respeito ao meio ambiente combina com o protagonismo de espaços a céu aberto, como a ampla área da piscina e churrasqueira, e de outros ambientes internos, mas integrados ao exterior a partir de uma grande varanda.

A residência tem em seu conceito arquitetônico o desafio de possibilitar o abrigo e a convivência entre os moradores, mas sem abrir mão da intimidade necessária em uma casa.

"O programa social da Casa Jabuticabeira praticamente abraça os espaços abertos. Nesse caso, a ampla varanda ficou protegida de um lado por um muro revestido de pedras – que também resguarda a escada de acesso externo e independente e leva ao segundo piso – e do outro por uma empena de concreto aparente, juntamente com um bloco espesso, vazado e revestido de madeira de demolição. Nele concentram-se a área de trabalho da churrasqueira e a bancada de apoio e convivência", explica a arquiteta Maria Jocelei Steck, do escritório Steck Arquitetura.

O muro de pedras tem em sua face interna vários nichos dispostos em diferentes tamanhos que agradam o olhar e não somente um muro chapado. “A beleza acontece principalmente quando ele é banhado pela luz do sol ou pela iluminação artificial durante a noite”, conta a arquiteta.

Aberturas, fechamentos e design

Essa residência foi implantada em um terreno de esquina, com aproximadamente 1,1 mil m² e leve declive. A entrada social, garagem e o acesso de serviço possuem um recuo maior que o necessário por lei, justamente para obter maior integração e transição suave com a rua.

"Trata-se de uma casa simples e, ao mesmo tempo, complexa, pois simula um jogo de aberturas e fechamentos com painéis que se movem para ampliar a vivência, a convivência ou a intimidade, adaptando-se ao uso necessário. A estrutura de concreto aparente em algumas empenas e pilares, possibilita vãos generosos e balanços dos amplos caixilhos externos de alumínio, além da integração espacial e visual e de sua distribuição no lote, permitindo o encontro de novos recantos e novos usos, espaços de silêncio e privacidade, de convívio e troca", define a arquiteta.

A residência dispõe de seis áreas: social, serviço, acesso (garagem e hall de entrada e de serviço), apoio (para varanda e churrasqueira com espaço gourmet, e piscina com vestiários e sauna), atelier com acesso independente externo e instalações íntimas.

Espaços integrados

Todas as áreas tiram o melhor proveito da insolação, ventilação e paisagem. A integração acontece através de painéis e portas móveis que unem, por exemplo, a cozinha a vários ambientes, como a churrasqueira e o pátio com jardim, ou ainda a sala de jantar ao bar e aos espaços de convívio. Assim é possível ter acesso independente ou não da cozinha, sem interferir no uso desta, facilitando o acesso a outros ambientes.

“A sala de televisão ou home theater tem espaço ainda para uma mesa de jogos e para a pizza de domingo, podendo se integrar totalmente à sala de estar e varanda ou manter a privacidade, por meio de portas e painéis de correr também utilizadas na cozinha”, complementa Maria.

Já o programa íntimo é composto por atelier e suíte do casal – dormitório, closet, saleta para maquiagem e banho com teto móvel de vidro sobre a banheira, para ver o céu e a vista resguardada pela paisagem. Todos os quartos são acessados pelo mesmo hall, uma pequena saleta de convívio munida de uma rouparia e minicopa.

Automação de sistemas

A escolha criteriosa de materiais envolveu aspectos como texturas, espessuras e compatibilização de projetos. Foram observados um conjunto de relações, como o diálogo dos materiais em si; o envolvimento entre os espaços e a luz – que se modifica durante os diferentes horários do dia –; os sons que reverberam a partir de diferentes contatos e espaços; a temperatura, relação com o exterior, entre outros.

“Também escolhemos cuidadosamente os produtos utilizados na obra. Para todo o fechamento externo da casa optamos por esquadrias especiais de alumínio, devido às grandes dimensões necessárias, sendo que as persianas externas de alumínio, as cortinas internas e toda a iluminação da casa são totalmente automatizadas”, conclui a arquiteta.

Escritório

Steck Arquitetura3 projeto(s)

Local: SP,Brasil
Início do projeto: 2010
Conclusão da obra: 2012
Área do terreno: 1.112
Área construída: 640

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo