> > > Casa Apuã

Casa Apuã

Casa Apuã
Projetada pelo escritório Aoki Arquitetura em parceria com uma construtora, a Casa Apuã fica em São José dos Campos e está localizada em um dos pontos mais altos do condomínio Foto/Imagem:Fábio Machado

Oásis no Vale

Texto: Naíza Ximenes

Fruto da parceria entre o escritório Aoki Arquitetura e um cliente que constrói casas de alto padrão para o mercado imobiliário, a Casa Apuã tinha como premissa a estética sofisticada, os visuais deslumbrantes no entorno e uma integração generosa com a natureza. O terreno está localizado em São José dos Campos, interior de São Paulo, em um dos pontos mais altos de um condomínio residencial.

O lote escolhido pelos arquitetos tinha uma característica que representava tanto um benefício, quanto um desafio: o aclive acentuado. Por um lado, a topografia proporcionaria todo o visual que eles queriam, com vistas desimpedidas. Por outro, exigiria uma abordagem cuidadosa.

Clique aqui, siga o canal da Galeria da Arquitetura no WhatsApp e receba os melhores conteúdos sobre arquitetura no seu celular.

A solução foi criar um grande platô, elevando a casa seis metros acima do nível da rua, maximizando as vistas panorâmicas e preservando generosas áreas verdes.

O resultado foi um projeto não-convencional. Com acessos distintos para veículos e pedestres, a morada ganhou um projeto que prioriza a integração dos espaços sociais, com amplas áreas envidraçadas que se abrem para os jardins e piscina, criando uma sensação de continuidade entre interior e exterior.

O conceito volumétrico da casa é muito legal. Nós queríamos que todos os quartos compartilhassem das vistas privilegiadas, então, ao invés de deixarmos o andar de cima a 90º, como de costume, nós o inclinamos a 28º. Assim, ao invés de termos só os 22 metros de frente, acabamos conseguindo 30 metrosLuis Missao, arquiteto do escritório Aoki Arquitetura. 

Ao entrar, o visitante é convidado a explorar um jardim sinuoso que se eleva suavemente, proporcionando uma experiência gradual e imersiva.

Arquitetura e materialidade

A arquitetura da casa é marcada pela simplicidade e elegância. Materiais como alumínio, vidro, estrutura metálica e concreto aparente foram escolhidos para criar uma atmosfera leve, sofisticada e contemporânea. O uso do vidro em abundância permite a entrada de bastante luz natural, além de maximizar as vistas, enquanto os brises e painéis oferecem proteção solar e privacidade quando necessário.

“No térreo, nós dividimos a casa em duas porções: a primeira, na parte da frente, tem um balanço de quatro metros, quase todo envidraçado. Lá, ficam sala de estar, sala de jantar e cozinha, junto a um hall na área das escadas. Atrás, no segundo bloco, temos a sala de TV, lavanderia e o escritório que serve também como uma suíte de hóspedes”, explica Missao.

foto da fachada da casa Apuã, que tem o pavimento superiorrotacionado em 28 graus. No pavimento inferior está a área de lazer e o jardim À esquerda <span height=  

O projeto se destaca por sua volumetria única, que garantiu uma área livre para a construção ainda maior

O pavimento térreo também abriga toda a área de lazer da casa, que atua quase como uma grande varanda gourmet. Isso porque o espaço ao ar livre contorna toda a construção, e os ambientes internos e externos podem ser totalmente integrados quando os panos de vidro estão inteiramente abertos.

O ambiente tem piscina com deck de madeira e uma área de descanso com poltronas sobre o deck em uma extremidade, complementadas pela área da churrasqueira e pomar, na outra.

“Nós construímos a piscina com borda infinita justamente porque, como estamos bem acima do nível da rua, fica impossível de visualizar o que acontece dentro da casa. Apesar de não ter muros, justamente por conta dessa altura e da vegetação, a vista fica impedida para quem está na rua e desimpedida para quem está na casa”, complementa o arquiteto.

Missao também conta que a preocupação com a ventilação e a iluminação natural esteve presente em todo o projeto. Estratégias como ventilação cruzada e vidros de contenção solar garantem conforto térmico e reduzem a dependência de ar-condicionado, contribuindo para a sustentabilidade ambiental da residência.

Quando questionado sobre o que ele mais gosta nesse projeto, Missao conta: “São duas coisas que me agradam: primeiro, a abertura do cliente, que é de mercado e conseguiu entender que dá para fazer boa arquitetura, mesmo que voltada para o mercado imobiliário de alto padrão. E o segundo foi o desafio de colocar um projeto tão grande em um terreno relativamente pequeno, e, ainda assim, conseguir ganhar muita área verde”, conclui.

Confira outros projetos de Aoki Arquitetura:

Escritório

Aoki Arquitetura2 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Início do projeto: 2020
Conclusão da obra: 2022
Área do terreno: 870
Área construída: 830

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow Desenhos e plantas

Ficha Técnica

Exibir mais itens

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos da Galeria da Arquitetura.

(55 11) 3879-7777

Fale conosco Anuncie

Outros produtos da e-Construmarket

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo