> > > Casa em Salto de Pirapora

Casa em Salto de Pirapora

Casa em Salto de Pirapora
A Casa em Salto de Pirapora foi planejada com grandes aberturas e ambientes voltados para extensa vegetação local. Iluminação e ventilação naturais também foram bastante explorados pela equipe do Vereda Arquitetos Foto/Imagem:André Scarpa

Aberta à natureza

A 25 km de Sorocaba, interior de São Paulo, está a Casa em Salto de Pirapora – que levou esse nome devido a sua localização. O terreno de 1.000 m² tem um aclive de 8 m e olha para uma pequena reserva legal que margeia um córrego.

O projeto se estrutura a partir de três volumes com níveis variados de acordo com a topografia. Ele está dividido em três áreas bem definidas: área de serviço (cozinha e lavanderia), área social (salas de estar e jantar) e a área íntima (dormitórios). A área da cozinha é integrada com a sala de estar. Foi proposta uma distribuição aberta e flexível com poucos corredores.

O posicionamento destes volumes no terreno conforma o espaço principal da casa: o vazio da sala de estar e jantar. Esse espaço permite uma fluidez total no sentido do aclive não seccionando o terreno entre frente e fundos. Uma arquibancada de concreto estabelece essa relação entre as áreas livres do terreno e os diversos níveis do projeto, possibilitando usos múltiplos que desfrutam ao máximo destas vistas para a reserva.

A rusticidade tomou conta dos ambientes internos Foto: André Scarpa 

Materiais em evidência

Uma cobertura de concreto apoiada em quatro pilares cobre esse conjunto produzindo ambiências diferentes a partir dos pés-direitos de cada um dos usos. Essa cobertura foi concretada a partir de formas de painéis pré-moldados e sua forma regular – um retângulo de 14 m x 10,4 m – não coincide com os perímetros dos demais blocos produzindo áreas cobertas abertas, varandas e jardins internos.

As lajes dos três volumes de alvenaria são jardins que estão ora dentro ora fora dos perímetros fechados da casa. A cobertura principal também possui é uma laje-jardim completamente livre das infraestruturas como caixas d´água e placas solares, que estão localizadas no fundo do terreno aproveitando seu desnível.

A ventilação cruzada foi priorizada, com grandes janelas voltadas para o exterior. Além disso, possibilita a circulação do ar por todos os cômodos, mantendo o conforto térmico dentro da residência.

Toda a casa foi projetada para obter maior economia de energia, iluminando os espaços interiores através da luz natural que vem das grandes aberturas.


Fornecedores desta obra

Escritório

Vereda Arquitetos2 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Início do projeto: 2017
Conclusão da obra: 2019
Área do terreno: 1.089
Área construída: 220

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo