> > > Casa de Campo - São Paulo

Casa de Campo - São Paulo

Casa de Campo - São Paulo
Vidro, madeira e tijolos aparentes unem residência à paisagem campestre com simplicidade e elegância na medida certa Foto/Imagem:Edu Castello

Integrada à natureza

Invariavelmente uma casa de campo é sinônimo de paz, tranquilidade, contemplação e bons momentos com a família e amigos. Inspirada nesses preceitos, a arquiteta Vanessa Féres projetou, supervisionou a construção e decorou o interior de uma ampla residência campestre perto da cidade de São Paulo. Localizada em um terreno bastante plano, mas com vista privilegiada para a exuberante natureza, a residência acolhe amigavelmente o clima variado da região. Nos dias de calor, a ampla piscina de pastilhas em tonalidade azul ton-sur-ton, com deque de madeira cumaru, convida a aproveitar o tempo ensolarado. Na época do frio, uma aconchegante lareira de metal e concreto reúne a todos confortavelmente. O projeto tornou-se ainda mais especial porque o lugar guarda momentos importantes da vida do proprietário. “Existe uma forte relação de afeto entre o dono e essa região, uma vez que ele vivenciou parte de sua infância aqui e por isso escolheu construir sua casa de fim de semana nesse lugar”, explica Vanessa Féres.

Layout plano

Situada em um plano único, a residência oferece nas áreas de convívio social varanda, living, sala Visualmente eles acabaram configurando um bloco destacado da ala íntima, reconhecida como um extenso volume branco Vanessa Féres de jantar, deque, piscina e churrasqueira. A ala íntima contém uma suíte máster, com respectivo banho, três suítes equipadas com banheiros individuais e dois quartos que dividem um banheiro. Também agrega os ambientes de apoio, caracterizados por cozinha, despensa e área de serviço.

Volumetria e tijolos aparentes

A entrada da casa compreende um extenso volume branco, revestido de tijolo aparente. A divisão das áreas íntimas, sociais e de convívio resultou em uma configuração volumétrica em forma de cruz que cria recintos e marca o limite entre cada um desses espaços. São dois corpos lineares e, em contraposição, encontra-se um terceiro, transversal, que forma um recinto junto à porta de acesso, a partir da qual o olhar é direcionado para toda a ala social. Na outra extremidade vê-se a churrasqueira. Com estilo contemporâneo, todos os ambientes destinados aos usos sociais e de convívio foram revestidos de tijolo aparente. “Visualmente eles acabaram configurando um bloco destacado da ala íntima, reconhecida como um extenso volume branco”, revela a arquiteta Vanessa Féres.

A cobertura da área social é valorizada pelo desenho em duas águas – superfícies que compõem o telhado –, que agrega à construção a sensação de liberdade e acolhimento, reforçada pela extensão do vão livre. O uso de telhas de cerâmica tipo capa e canal na cor bege – o mesmo tom dos tijolos aparentes – proporciona a valorização e grande integração do partido à natureza ao redor.

Casa de Campo - São Paulo - Integrada à natureza
O passeio é indicado pelos tijolos aparentes, também usados no chão Foto: Edu Castello

Design integrado

Todos os ambientes são valorizados pela integração entre os espaços internos e externos. Vanessa É como se não existisse distinção entre o interno e o externo Vanessa Féres confessa que desde o início do projeto houve preocupação em agregar a paisagem, principalmente às áreas de convívio. Para isso foram projetadas grandes aberturas de vidro temperado, corrediços. O vidro tem a vantagem de permitir a união entre a sala, a varanda e a bela vista rural. “É como se não existisse distinção entre o interno e o externo, uma vez que a churrasqueira está solta do corpo principal da casa, instalada no volume transversal que se estende em direção à piscina, responsável por delimitar o lazer da residência”, reflete Vanessa. A madeira de reflorestamento do tipo cumaru, empregada no piso e na parede, dá um tom rústico à casa de campo. O forro, o teto e as esquadrias são de Angelim. Usados com fartura nos caixilhos de janelas e portas e nos revestimentos de piso, teto e paredes, os materiais naturais reforçam o conceito de um espaço acolhedor e amplo, ideal para receber amigos e familiares. “Tudo isso com elegância, bom gosto e qualidade, mas sem ostentação”, finaliza a arquiteta.


Escritório

Vanessa Féres Arquitetos Associados2 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Conclusão da obra: 2007
Área construída: 600

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow Desenhos e plantas
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo