> > > Casa na Mantiqueira

Casa na Mantiqueira

Casa na Mantiqueira
Sem interferir na vegetação, a Casa na Mantiqueira tira proveito da vista e do terreno em que foi inserida na cidade de São Bento do Sapucaí (SP) Foto/Imagem:Nelson Kon

Volumetria embasada

Com uma imponente volumetria, a Casa na Mantiqueira – assinada pelo escritório Una Arquitetos – revela uma verdadeira fusão entre arquitetura e natureza. A residência está localizada em um sítio de mata densa dentro da Serra da Mantiqueira e conserva a situação natural do terreno, sem nenhuma interferência.

Tudo foi conservado, sem nenhuma intervenção, por isso é um lugar belíssimo e com a geografia muito presente Fernanda Barbara

O lote conta com uma área de 545 m² e tem uma bela vista para o entorno de São Bento do Sapucaí, interior de São Paulo. Da forma como a morada foi implantada, ela ficou voltada para um ribeirão afluente.

Embasamento

A Casa na Mantiqueira possui diversas relações com o terreno e múltiplas vistas para a paisagem. Segundo a arquiteta Fernanda Barbara, todas as árvores foram mantidas. “Tudo foi conservado, sem nenhuma intervenção, por isso é um lugar belíssimo e com a geografia muito presente”, pontua.

Uma maneira de fazer com que a inserção da residência ficasse discreta foi semienterrar a estrutura na clareira do terreno. Nessa pequena encosta foi implantada uma construção térrea em concreto, chamada de embasamento.

Esse volume foi acomodado na topografia para formar a base que se desprende da cota superior do terreno e aflora. Lá foram implantados dois dormitórios, áreas de serviços, sala de estar e de jantar, cozinha e uma sauna. O embasamento dobra-se sob si mesmo, formando um pátio que liga os ambientes.

“Dois elementos se destacam nessa parte de baixo: a lareira da sala de estar e o forno da cozinha, feito de farinha e tipicamente brasileiro. Fizemos na base da ‘experimentação’ e acabou numa cozinha muito bonita. Não existe destinação de um ambiente para outro, é tudo um único espaço onde se cozinha, come, conversa e usufrui da paisagem”, explica o arquiteto Fabio Valentim.

A estrutura de concreto define um embasamento que se desprende da cota superior do terreno Foto: Nelson Kon

Vagão

Um outro volume foi desenhado de forma transversal ao embasamento e à declividade do terreno. Por ter uma estrutura metálica, foi chamado de vagão. Nesse espaço ficam outros dois dormitórios e uma pequena sala de estar e varanda, que se abrem em três direções distintas.

A estrutura metálica foi apoiada em dois pilares de concreto, que vencem um vão de 12 m sobre o pátio e os dois dormitórios. Essa armação foi levada ao local em pequenas partes, montada e deixada no solo, para então ser suspensa por guindastes em exatos 15 minutos. Esse processo evitou cimbramentos e impactos indesejáveis.

Um terraço com deck, um jardim aquático e uma piscina foram construídos entre a base de concreto e o vagão. Esse espaço ficou rente às copas das árvores mais próximas da casa.

Veja, na Galeria da Arquitetura, outras residências em estrutura metálica:

Residência AB, por Telles Arquitetura

Casa HCO, por Gálvez & Márton Arquitetura

Residência VG, por Progetta Studio

Escritório

Una Arquitetos8 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Início do projeto: 2012
Conclusão da obra: 2016
Área construída: 545

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow Desenhos e plantas

Ficha Técnica

Exibir mais itens

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos da Galeria da Arquitetura.

(55 11) 3879-7777

Fale conosco Anuncie

Outros produtos da e-Construmarket

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo