> > > Park Tower

Park Tower

Park Tower
Marco para a cidade de Antuérpia, na Bélgica, o Park Tower tem as fachadas revestidas por painéis sanduíche isolados e uma segunda camada de vidro, que criam um efeito deslumbrante Foto/Imagem:©Lumecore/Toon Grobet

Fachada translúcida

Avistado de longe, o Park Tower parece ser revestido por folhas de papel translúcidas, de tão leve que é a fachada. Com design arrojado, o projeto arquitetônico foi desenvolvido pelo escritório Studio Farris Architects para ser um ponto de referência na cidade de Antuérpia, situada na Bélgica.

O principal objetivo do projeto era maximizar a flexibilidade, tornando o prédio sustentável e capaz de abrigar diferentes usos. Atualmente, a edificação dispõe de espaços comerciais – alojados no piso térreo – e 360 unidades de habitação torre acima. Estas, por sua vez, estão disponíveis em diversos tamanhos e layouts. Por conta disso, o arquiteto Giuseppe Farris, fundador do escritório, afirma que o edifício atende às necessidades de uma diversidade de moradores – idosos, estudantes, jovens casais e famílias inteiras.

Park Tower - Fachada translúcida
Os apartamentos possuem diversos tamanhos e layouts, para atender a diversos públicos (Foto: ©Lumecore/Toon Grobet)

Quanto ao conceito da proposta arquitetônica, o intuito era estabelecer a conexão do edifício com o exterior, diferentemente do que costuma ser adotado nessa natureza de tipologia. Muitas vezes, ela surge blindada e introspectiva pela necessidade de proteger os usuários de ventos fortes e da incidência solar excessiva. “Ao caminhar por um bairro repleto de arranha-céus, não é tão frequente observar elementos de escala humana na fachada”, diz Farris. Em outras palavras: as construções precisam se abrir, para que as pessoas também participem da composição.

Marco da cidade

O Park Tower foi concluído em novembro de 2014 e está situado em uma região única, a uma curta distância do novo Museu MAS, do centro histórico e à beira do rio Scheldt. Além disso, o edifício fica próximo de importantes rodovias de acesso a Antuérpia, por isso, é um agradável cartão de boas-vindas aos visitantes da cidade.

Com uma altura calculada em 78 metros, a torre de uso misto é considerada um dos edifícios mais altos do município e, portanto, desempenha um papel relevante na redefinição do plano urbanístico. A fachada branca transforma a torre em um ponto de referência. “Por esse motivo, destaca-se como um marco para a região”, ressalta Farris.

Faces expostas

Todo o corpo do empreendimento é revestido com painéis sanduíche isolados e uma segunda camada de vidro que, instalada nos terraços em planos aleatórios, configura diversos vazios. A partir deles, cria-se uma brincadeira de luz e sombra, possibilitando a entrada de ventilação natural. “Essa pele cria uma zona de conforto, que incentiva os moradores a saírem e utilizarem os seus terraços. Dessa forma, a fachada se tornou uma espécie de teatro, que expõe a vida e torna o edifício extrovertido”, finaliza Giuseppe Farris.


Escritório

Studio Farris Architects2 projeto(s)

Local: AN, Bélgica
Início do projeto: 2012
Conclusão da obra: 2014

Tipo de obra:
Uso Misto
Tipologia:
Uso Misto

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo