> > > Serpentine Gallery Pavilion

Serpentine Gallery Pavilion

Serpentine Gallery Pavilion
O Serpentine Gallery Pavilion, em Londres, é uma obra de arte a céu aberto. De formato abstrato e em harmonia com a natureza, a construção permite total conectividade com os usuários Foto/Imagem:Iwan Baan

Arte e arquitetura no parque

Para o projeto arquitetônico do Serpentine Gallery Pavilion, concluído em 2013, o escritório Sou Fujimoto Architects, autor da obra, buscou desenvolver uma arquitetura translúcida na qual as pessoas possam explorar e se relacionar de várias maneiras.

Localizado em um ambiente circular dentro do parque público de Kensington Gardens, em Londres (Inglaterra), o pavilhão de 541 m² de área construída tem uma geometria que entra em harmonia com a vegetação intensa ao redor.

Formatos simples

A inspiração para o design do Pavilhão veio do conceito de que geometria e formas construídas poderiam interagir com a natureza e com os seres humanos. Trata-se de um cubo com formatos simples e redimensionados que geraram uma grande e icônica construção. O cubo é repetido para construir um formato orgânico e ao mesmo tempo abstrato. O resultado é uma estrutura ambígua e delicada que desfaz os limites entre interior e exterior.

Serpentine Gallery Pavilion - Arte e arquitetura no parque<BR>
Os visitantes do Serpentine Gallery Pavilion podem interagir com a obra e ao mesmo tempo fazer parte dela Foto: Iwan Baan

O projeto é composto por barras de aço finas, com formas semitransparentes e irregulares, que protegem os visitantes dos elementos externos e ainda permitem que eles façam parte daquela paisagem.

A profundidade da grade produz paredes mais espessas e divisões mais finas e transparentes. Enquanto isso, a geometria da grade está evidente, sendo que paredes, assentos e telhado são feitos dos mesmos cubos de aço.

“A estrutura orgânica do Pavilhão incentiva os visitantes a criar sua própria experiência com o edifício”, comenta o arquiteto Sou Fujimoto.

Cada indivíduo é convidado a encontrar um espaço favorito dentro e ao redor do projeto. De certos pontos, a estrutura clássica da obra parece se fundir com a natureza e com a cidade ao redor. Seus visitantes podem ficar suspensos dentro do espaço ou sentados como numa arquibancada assistindo a paisagem. É difícil perceber os limites entre a arquitetura e a vegetação externa.

Escritório

Sou Fujimoto Architects5 projeto(s)

Local: LO, Reino Unido
Início do projeto: 2013
Conclusão da obra: 2013
Área do terreno: 541
Área construída: 357

Tipo de obra:
Centros Culturais

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow
    novidades fechar
    Receba o boletim da
    Galeria da Arquitetura
    veja um exemplo