> > > Casa DentroFora

Casa DentroFora

Casa DentroFora
Alvenaria, vidro e alguns cobogós formam a Casa DentroFora, desenhada por Sérgio Sampaio Foto/Imagem:André Scarpa

Diálogo entre ambientes


Dois blocos principais - o primeiro de alvenaria e o segundo em estrutura metálica - interligados por por um volume revestido em chapa metálica, dão vida a à residência DentroFora, que recebeu esse nome justamente por não ter seus limites muito claros. “A expressão arquitetônica advém da dualidade entre esses volumes que se relacionam constantemente; ora contrapondo-se um ao outro, ora integrando suas espacialidades”, comenta o arquiteto responsável pelo projeto Sérgio Sampaio, titular do escritório Sergio Sampaio Arquitetura + Planejamento.

A estrutura de 350 m² foi posta no centro de um lote plano de 500 m² e desfruta de uma vista privilegiada para um campo de golfe que faz parte do mesmo condomínio, em Itu, a 100 km da capital paulista.

Dentro ou fora?

Se por fora a morada não beira o tradicional, por dentro não é diferente. O acesso principal fica no pavilhão vertical – responsável por abrigar as áreas íntimas e a caixa d’água na cobertura. “Nota-se que estamos em um ambiente intersticial que faz a transição entre os dois setores da moradia”, introduz Sampaio.

Apesar da entrada ser feita pelo bloco vertical, o morador (ou visitante) já se depara com a estrutura horizontal, na qual estão dispostos, de forma linear e integrada, todos os ambientes destinados à convivência e ao lazer. O tour começa pelo pequeno jardim frontal que delimita o abrigo dos carros, passa pelas salas de estar e jantar, varanda e termina no solário da piscina que fica nos fundos.

Os generosos panos de vidro permitem entrada de luz natural (Foto: André Scarpa) 

Os perfis metálicos leves vedados por extensos panos de vidro incolor promovem diálogo livre com as áreas externas e paisagem ao redor. ‘‘O pé-direito baixo força a mirada ao horizonte e os planos contínuos de piso e forro acentuam essa sensação de continuidade. Estar ‘dentro’ ou ‘fora’ é uma condição quase imperceptível”, filosofa o arquiteto.

Contrapondo esse primeiro setor, o segundo bloco apresenta-se de forma mais consistente e com superfícies opacas. Parte dele, no térreo, recebeu a área de serviço e cozinha, enquanto os dormitórios estão no piso superior – acessado pela escada revestida em mármore suspensa por tirantes. ‘’São ambientes compartimentados, com aberturas controladas, que dão a sensação de privacidade e compressão dos espaços internos.”

Materiais

“Apesar de ser uma edificação monocromática, o projeto ‘brinca’ com as sutis variações das texturas da cor branca”, comenta Sampaio. A alteração dos tons se dá também pela variedade de materiais: as alvenarias recebem massa raspada; as chapas e perfis metálicos, tinta acetinada; e os cobogós, a louça branca. Esse conjunto, somado aos vidros laminados incolores e ao espelho d’água da piscina, proporciona jogos de luzes, reflexões e sombras rendilhadas que dão dinamismo e singularidade à composição.


Escritório

Sergio Sampaio Arquitetura + Planejamento4 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Conclusão da obra: 2018
Área do terreno: 500
Área construída: 350

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos da Galeria da Arquitetura.

(55 11) 3879-7777

Fale conosco Anuncie

Outros produtos da e-Construmarket

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo