> > > Casa Jabuticabeiras

Casa Jabuticabeiras

Casa Jabuticabeiras
Ricardo Fellipi desenhou a Casa Jabuticabeiras de modo que a natureza do terreno e as grandes árvores invadissem todo o ambiente Foto/Imagem:Estúdio Duplo – Marília Scarabello

Tranquilidade e conforto

Com ares de interior, a Casa Jabuticabeiras foi estruturada no último lote do condomínio Bosque dos Jatobás, em Jundiaí (SP). Sua planta triangular gerou uma construção de 432 m² e conseguiu distanciar ao máximo a residência da vizinhança.

“Trata-se de um projeto diferenciado, que aproveita ao máximo as condições do terreno, tanto em sua geometria, quanto nas condições ambientais”, comenta o arquiteto responsável, Ricardo Fellipi.

Estrutura aberta

O intuito de Fellipi era criar um ambiente onde as pessoas e a natureza estivessem próximas física e visualmente, portanto, isso foi considerado durante todo o tempo. A inspiração veio da mata existente nos fundos e da ideia dos moradores de plantar três jabuticabeiras logo no início do processo. O projeto se desenvolveu, basicamente, ao redor delas, e não por acaso dão nome à morada.

Como consequência das árvores, foram criadas duas paredes em concreto aparente que as amparassem junto com os ambientes sociais. Assim, a casa é dividida em dois setores. A parte central, entre os muros, abriga as áreas sociais integradas e um generoso jardim, onde a maioria das atividades cotidianas acontecessem com a presença da natureza.

“A conexão com o jardim é valorizada por uma janela de correr que se estende pela lateral que divide com o terraço coberto. Quando totalmente aberta, as transformam em um grande terraço trazendo a natureza com sua luz e perfume para dentro do ambiente, aumentando a sensação de proximidade entre pessoas e jardim”, conta o arquiteto.

Na parte extra dos muros, mais reservada, estão localizados os dormitórios, serviços e apoios.

Jabuticabeiras em destaque na área de lazer Foto: Matheus Molina

Projeto de interiores

O projeto de interiores teve como objetivo principal a criação de uma atmosfera com o aconchego necessário para a permanência em seus ambientes. Segundo Fellipi, a intenção de trazer a natureza para dentro da casa norteou a escolha de texturas, tecidos, cores, materiais e acabamentos do mobiliário. “Este é um espaço para uma atmosfera de calma, serenidade, reflexão, profundidade interior e relaxamento”, define.


Escritório

Ricardo Felippi Arquiteto2 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Conclusão da obra: 2018
Área construída: 432

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow Desenhos e plantas

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo