> > > Rock Creek House

Rock Creek House

Rock Creek House
Uma estrutura de tijolos original da década de 1920 foi reformada pelo escritório americano NADAAA para se tornar a Rock Creek House e atender às necessidades dos novos moradores Foto/Imagem:John Horner

Casa de tijolos

A Rock Creek House está localizada em meio às árvores de Washington D.C., nos Estados Unidos. Quando o escritório americano NADAAA foi convidado a reformar esta residência, tinha como missão adaptar o seu programa, com todas as necessidades dos moradores, dentro de uma estrutura de tijolos erguida originalmente na década de 1920.

O antigo projeto de arquitetura era composto por dois andares, incluindo um porão e um sótão. “Este novo desenho utilizou a robusta estrutura existente a seu favor. O sótão e o porão duplicaram o tamanho da morada e ampliaram a conexão com a paisagem”, contam os arquitetos Nader Tehrani e Katherine Faulkner.

Fachadas

A fachada norte da Rock Creek House permaneceu praticamente intacta, de maneira formal e com toda a sua composição original. Já a sul passou por algumas intervenções para tornar a exposição da residência mais generosa, deixando o lado mais informal e integrado com o entorno.

As áreas envidraçadas da face sul foram expandidas e estabeleceram maior proximidade entre os dormitórios e as aberturas, aumentando o contato com a natureza. Mesmo dos ambientes mais privados os moradores desfrutam da vista e de luz e ventilação naturais.

Parede de tijolos

Rock Creek House - Casa de tijolos
Esse revestimento de madeira compensada laminada organiza o programa da casa Foto: John Horner

A parede estrutural de tijolos marca a trajetória dos espaços fechados (face norte) para os mais expostos (face sul). “A partir dessa transição, criamos um enquadramento estrutural interno que vai de leste a oeste e conecta as paredes de tijolos. Cobrimos todo o perímetro com um revestimento de madeira compensada laminada que organiza o programa da casa”, contam os profissionais.

Esse revestimento que percorre todo o layout incorpora, como um conjunto, elementos como escadas, armários, caixilhos de janelas, assento e outros.

Intervenção espacial

A intervenção espacial mais proeminente na Rock Creek House foi a criação de dois espaços que unem quase todas as áreas.

O primeiro espaço é horizontal e conecta o nível de entrada ao do jardim, com uma nova sala de estar que se estende até a paisagem da fachada sul. Já o segundo é vertical e liga a entrada ao antigo sótão – agora um loft coberto por uma claraboia. “Com essas duas intervenções, áreas como dormitórios, home office e estar tornaram-se perfeitamente entrelaçadas”, concluem Tehrani e Faulkner.

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo