> > > Digital Arena

Digital Arena

Digital Arena
Com projeto arquitetônico moderno, assinado pelo escritório MCA Manoel Coelho Arquitetura & Design, o Digital Arena possui formato cilíndrico e uma infraestrutura inovadora Foto/Imagem:Sergio Sade

Galáxia sustentável

O Digital Arena é um edifício situado no campus da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), em Curitiba (PR), e foi concebido para ser um centro de cultura, entretenimento e educação. De projeto arquitetônico arrojado, em formato cilíndrico, o prédio foi construído respeitando importantes conceitos de sustentabilidade, como o projeto luminotécnico, composto por uma cinta de LEDs. Alunos e visitantes podem vivenciar, nesse espaço, uma surpreendente experiência de imersão interativa em 4D, com características tanto de um planetário quanto de um cinema digital de alta definição.

Inspiração para o trabalho

O projeto arquitetônico do Digital Arena foi concebido por Manoel Coelho, arquiteto responsável pelo escritório MCA Manoel Coelho Arquitetura & Design, em parceria com os mantenedores da instituição de ensino. “O volume arquitetônico, que ocupa cerca de mil metros quadrados, abriga uma tela em formato semiesférico, que possibilita a projeção de conteúdos didáticos e de entretenimento em 180 graus, possibilitando aos 116 expectadores interagirem com o cenário e com os personagens apresentados”, comenta o arquiteto.

Coelho conta que, para compor a obra da capital paranaense, recebeu influência dos pensamentos de Le Corbusier, arquiteto, urbanista, escultor e pintor suíço naturalizado francês em 1930. “Para contextualizar esse edifício, pode-se recorrer a Le Corbusier, que ilustrou o texto ‘Três lembretes aos senhores arquitetos: o volume’ e que restringia seu âmbito de escolhas: ‘os cubos, os cones, as esferas, os cilindros ou as pirâmides são as grandes formas primárias que a luz revela bem; suas imagens são nítidas e tangíveis, sem ambiguidades. É por isso que são belas formas, as mais belas formas’”, cita Coelho.

Seguindo o pensamento de seu inspirador, o arquiteto evidencia, no Digital Arena, a forma de um cilindro, que expande-se para fora do volume inicial, em um movimento espiral semelhante ao de uma galáxia, gerando três “pétalas”, que servem para entrada e saída de visitantes.

O arquiteto preocupou-se em integrar a construção com a mata nativa circundante, ao mesmo tempo em que aproveitou e até monumentalizou as construções rurais do planalto curitibano para compor uma infraestrutura ousada e inovadora.

Acessibilidade

O auditório está apto para receber o público em geral e adaptado às normas de acessibilidade para portadores de necessidades especiais. A sala de exibição pode ser acessada por escadas ou elevadores estrategicamente posicionados, e dispõe de 120 assentos interativos com lugares especiais, além de um sistema de vibração interligado ao conjunto de som surround 5.1 com 13 mil volts de potência.

Tecnologia luminotécnica

O projeto de iluminação da cúpula conta com um sistema controlado por computador, o que possibilita a criação de efeitos com mais de 280 milhões de cores, e é também composto por uma cinta de LEDs dispostos na linha do horizonte.

“O sistema de projeção do Digital Arena é feito por dois subsistemas: um para projeção e outro para geração e/ou reprodução. Possui dois pares de projetores digitais estereoscópicos que utilizam a tecnologia DLP (Digital Light Processing), quatro computadores para processamento gráfico e um para controle do recurso de áudio”, detalha o arquiteto Manoel Coelho.


Fornecedores desta obra

Escritório

MCA Manoel Coelho Arquitetura & Design5 projeto(s)

Local: PR, Brasil
Início do projeto: 2011
Conclusão da obra: 2013
Área do terreno: 279.816
Área construída: 1.323

Tipo de obra:
Centros Educacionais

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo