> > > Tuiteratura

Tuiteratura

Tuiteratura
Em um gesto único, o projeto Tuiteratura une pessoas, literatura e tempo para criar uma experiência multissensorial Foto/Imagem:Victor Affaro

Experiência sensorial

A necessidade de desmaterialização do espaço construído se fez inevitável para o projeto Tuiteratura, do Estúdio Guto Requena. A concepção da cenografia partiu de uma abordagem em que pessoas, literatura e tempo se unem em um gesto único e forte, criando uma experiência multissensorial aos visitantes. “Projetar o ambiente para uma exposição com esse tema exigiu que pensássemos no espaço de maneira híbrida, aliando as realidades concretas e virtuais”, comenta o arquiteto Guto Requena.

O conteúdo da exposição é apresentado por meio do corpo, trazendo o significado do indivíduo ativo e demonstrando que o fazer literário, independente de seu ambiente, pois só é possível através da interação e do próprio homem. Som, luz, letras, corpo e imagem em combinação transmitem e recebem o conteúdo.

Caverna digital

Sensores kinetic captam a presença dos visitantes e espelham suas silhuetas em sombras eletrônicas na tela interativa, que se divide em quatro momentos. No primeiro, o visitante entra em contato com poesia de autores ícones da literatura brasileira e portuguesa transposta para o Twitter. Em um segundo momento, a poesia é criada dentro da sombra dos visitantes. O terceiro momento da tela interativa apresenta poesias compostas em tempo real, transformando a sombra em um malabarismo de poesias. E por fim, no último momento, ao final da tela, uma interface de teclado circular permite ao visitante criar sua poesia com o movimento do próprio corpo e enviá-la para a mostra.

Uma tela de 16 metros de comprimento por três metros de altura atravessa o ambiente escuro e o transforma em uma caverna digital imersiva e interativa. “As visuais criadas pelo artista polonês Tomek Sadurski sugerem um ecossistema numérico de comportamento imprevisível, habitado por criaturas em movimento formadas por caracteres. Estes reagem às pessoas e criam um ambiente no qual os mundos analógico e o digital se complementam, ampliando a noção de realidade”, explica o arquiteto.

Em frente à tela interativa o visitante encontra um banco tátil com twitters impressos em braile. Sensores reconhecem a presença do visitante sentado e disparam esses twitters sonoros. “O banco de forma ondular foi criado para ampliar a experiência literária aos deficientes visuais”, conta.

O objetivo

A Mostra aconteceu em uma região periférica da cidade de São Paulo e fora do circuito oficial das artes, com uma população carente de recursos econômicos e culturais, o que potencializou ainda mais essa experiência eletrônica interativa com forte apelo sensorial e democrático. “Levar para essas pessoas – geralmente excluídas de tais experiências e discussões – a reflexão sobre o impacto que as novas tecnologias numéricas têm em nossa vida cotidiana certamente ajudou a estimular o fazer literário e seus desdobramentos”, finaliza Guto.


Escritório

Estudio Guto Requena16 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Início do projeto: 2013
Conclusão da obra: 2013

Tipo de obra:
Centros Educacionais

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo