> > > Casa La Huerta

Casa La Huerta

Casa La Huerta
A Casa La Huerta, projeto de autoria do Estudio Base Arquitectos, recebe iluminação e ventilação naturais abundantes e conecta os moradores ao entorno Foto/Imagem:Cristian Espinosa

Em harmonia com a natureza 

A cidade de Santiago, no Chile, é cercada por numerosas montanhas que se constituem num belíssimo cenário. É nessa localidade que está a Casa La Huerta – o lar de uma jovem família que sonhava com um projeto estendido à natureza.

O escritório Estudio Base Arquitectos assina o projeto arquitetônico de 220 m² que está inserido em um terreno de esquina com duas fachadas principais que garantem vistas gerais para o verde que cerca a morada.

Ideia inicial

O partido principal era reformar uma antiga residência com um único pavimento: o térreo. Durante o briefing, os proprietários decidiram expandir a casa, criando um segundo andar e áreas de lazer.

Visto que o terreno era de esquina, os arquitetos desenvolveram um volume simples totalmente revestido com ripas de madeira que contrasta com a materialidade do térreo (bloco de alvenaria). Assim, observando da rua, a sensação é que a caixa de madeira flutua sobre o chão.

Os ambientes da residência foram organizados em dois pavimentos – térreo (área social) e primeiro andar (área íntima).

A cozinha ganhou elementos de cores como o ármario e os revestimentos coloridos, o que modernizou o espaço Foto: Cristian Espinosa 

No primeiro pavimento estão as salas de estar e jantar, a área de serviços e os terraços. Na entrada, a equipe projetou um acesso ao pavimento superior com pé-direito duplo, com uma janela superior que dá vista para o esplêndido cerro Manquehue, que ilumina naturalmente o espaço e conecta os moradores à paisagem local. E para os terraços ao ar livre, optaram também pelo revestimento de madeira, fazendo com que os espaços pareçam unificados e conectados entre si.

O volume de madeira compõe o programa privativo (dormitórios e a sala de estar infantil), que está totalmente orientado ao sol – apesar de que esses ambientes estão direcionados ao nordeste, deixando o oeste como uma fachada hermética para evitar a intensidade da luz solar nas horas mais quentes do dia.

A madeira foi uma opção chave na concepção do projeto, o que contribuiu para o aquecimento dos espaços do terraço no térreo e primeiro andar, já que possui um bom desempenho térmico, mantendo o conforto térmico dentro da residência. Ademais, as fachadas permitem a entrada de ventilação e iluminação naturais que também auxiliam no controle da temperatura.

“Para a fachada, usamos madeira de pinho 1x4 tratada termicamente por suas características de cor e acabamento”, explica a equipe.

O elemento pode ser visto em vigas no teto, em painéis nas paredes e no mobiliário. A fachada em alvenaria resultou numa composição harmoniosa entre os materiais e a natureza do entorno.


Escritório

Estudio Base Arquitectos2 projeto(s)

Local: SA, Chile
Conclusão da obra: 2019
Área construída: 220

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo