> > > Igreja Batista Central de BH

Igreja Batista Central de BH

Igreja Batista Central de BH
Localizada no bairro Luxemburgo, a nova sede da Igreja Batista Central de Belo Horizonte é cenário das expressões contemporâneas de culto que resgatam a espontaneidade da igreja primitiva Foto/Imagem:Jomar Bragança

Espaço de louvor e alegria

Assinado pelos arquitetos Eloísio Lacerda e Roberto Bottrel, o projeto arquitetônico da nova sede da Igreja Batista Central de Belo Horizonte (MG) nasceu com o desafio de expressar uma nova linguagem no espaço de celebração. Sem perder a reverência de um lugar sagrado, o edifício localizado no bairro Luxemburgo abre-se para as expressões contemporâneas de culto, que resgatam a espontaneidade da igreja primitiva incorporando formas de linguagens atuais.

A arquitetura tem objetivo de se inserir na vizinhança de maneira respeitosa, marcante e abençoadora. Apesar de buscar se destacar, faz isso de maneira simples, despojando-se de luxos.

O projeto geral

Implantar um auditório que comporta 2.500 pessoas foi um dos desafios da equipe. O prédio foi construído num lote de 2.972 m² encravado entre duas ruas que possuíam 12 metros de desnível entre si. A obra demandou a construção de um muro de arrimo de 1200 m² atirantado e com fundações em estacas.

O projeto teve que se valer de níveis sobrepostos: o saguão, o nível inferior do auditório e um balcão, garantindo, ainda, acessibilidade a todos os níveis. O layout semicircular foi trabalhado em três seções, tendo a seção do meio com raio menor para ajustar-se à geometria do terreno e harmonizar-se com o contexto urbano.

Para o terreno de solo com nível de água elevado, foi necessária uma boa infraestrutura de drenagem, que utiliza a água resultante para limpeza, irrigação e descargas, gerando uma economia considerável de água tratada. A fim de valorizar os volumes arquitetônicos, as fachadas receberam textura mineral. Simultaneamente, os revestimentos deveriam expressar os valores da instituição: simplicidade e excelência.

A necessidade de isolamento acústico e controle de luminosidade não impediu a implantação de janelas para a entrada de luz natural, que dão leveza ao ambiente. Todos os elementos contribuem para gerar uma vista convidativa para o interior do templo, que, com recursos multimídia, é cenário de teatros, danças, corais e bandas. Na lista de aparatos, ainda estão os telões, a iluminação especial, os equipamentos cênicos, transformando o altar em palco e o palco em altar.

Um estúdio exclusivo

De uma área ociosa, no porão do auditório, nasceu o estúdio de ensaios e gravações de vídeos e músicas das bandas da igreja. O local precisou juntar excelência técnica, conforto e um visual que combina elementos da arquitetura do prédio com um estilo mais descolado.

Detalhes do estúdio Foto: Pedro Gonzaga Prado

Para a criação deste espaço, a equipe recebeu reforços das empresas Termo Acústica e Protherm, responsáveis pela parte acústica e climatização. Contando com um grande time de projetistas para lidar com os desafios das instalações, o estúdio recebeu um tratamento primoroso que atingiu os objetivos esperados.

Aqui, elementos acústicos de madeira aquecem a atmosfera, deixando-a mais intimista. O vigamento de concreto do teto e as instalações elétricas e de ar-condicionado foram deixados aparentes.

O fato de ser um porão sem aberturas contribuiu para o isolamento acústico necessário, mas demandou total climatização mecânica sem emissão de ruídos em todo o espaço, realizada após um estudo criterioso feito pela equipe responsável pelo ar-condicionado.

Com iluminação especial, equipamentos próprios para mixagem e gravação, amplificadores, caixas de som, microfones, câmeras etc., o local é bastante tecnológico. Além disso, a sala técnica possui um sistema de comunicação por vídeo e voz entre os ambientes de ensaio, antecâmaras e a antessala. Os equipamentos também podem se conectar com o auditório, enriquecendo a experiência dos usuários e frequentadores da igreja.


Escritório

Eloísio Lacerda Arquiteto1 projeto(s)

Local: MG, Brasil
Início do projeto: 2003
Conclusão da obra: 2009
Área do terreno: 2.972
Área construída: 5.500

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo