> > > Edifício Berutti 160

Edifício Berutti 160

Edifício Berutti 160
Com arquitetura contemporânea, o Edifício Berutti 160 oferece diferentes tipos de apartamentos, o que fica bem evidente na fachada assimétrica Foto/Imagem:Marcelo Donadussi

Apartamento com jeito de casa

O Edifício Residencial Berutti 160, localizado em Porto Alegre (RS), nasceu do desejo dos arquitetos da Comunello Felix Arquitetura de comercializar apartamentos com arquitetura contemporânea.

“Em um mercado imobiliário em que a maioria dos apartamentos residenciais é muito similar, nossa ideia foi criar algo novo para que as pessoas pudessem apreciar a arquitetura”, relata Pedro Comunello Felix.

Segundo o arquiteto, o resultado foi um prédio com aparência de casa e diferentes tipologias de apartamentos que resultam em uma fachada assimétrica.

Cada apartamento com seu estilo

O Edifício Residencial Berutti 160 é estruturado em dois blocos iguais de quatro pavimentos cada. Um dos blocos está voltado para a rua e o outro, para os fundos do terreno. Contudo, mesmo os apartamentos dos fundos possuem ótimas vistas por causa da declividade do lote. A circulação do conjunto faz a conexão entre os blocos.

O primeiro andar de cada bloco possui um apartamento, enquanto o segundo e o terceiro pavimentos abrigam dois apartamentos tipo dúplex. Com terraço no topo, um desses dúplex tem vista garantida da cidade.

No pavimento térreo, estão localizados as garagens e o hall de entrada.

Edifício Berutti 160 - Apartamento com jeito de casa
O projeto de interiores foi concebido juntamente com o projeto arquitetônico, de forma que os dois se complementam Foto: Marcelo Donadussi

Pelo fato de todos os andares serem diferentes, um dos desafios enfrentados pelos arquitetos foi compatibilizar todos os projetos complementares, porém foi isso que trouxe o diferencial para o edifício.

“Para atingir nosso objetivo de fachada assimétrica com aparência de casa utilizamos tijolo a vista. Apesar de ser um material muito antigo, pode ser utilizado de forma contemporânea. Além disso, o tijolo é fácil de manter depois de pronto”, explica Felix.

O jogo de janelas na fachada devido à diferenciação dos apartamentos é o que evita a repetição e cria sensação de movimento.

Interior complementa exterior

O projeto de interiores foi concebido juntamente com o projeto arquitetônico, de forma que os dois se complementam. O ponto principal é a qualidade espacial dos espaços projetados, fazendo com que os moradores tenham um dia a dia mais agradável. No layout dos apartamentos, a sala de estar e a cozinha estão integradas de forma harmônica.

No projeto de iluminação, um dos tipos de apartamento possui janelas zenitais, e outro conta com jogo de janelas no pé-direito duplo que ajuda a integrar o visual e a trazer iluminação.

Todos os apartamentos possuem ventilação cruzada e esquadrias amplas de PVC que proporcionam excelente iluminação natural. Já o projeto de paisagismo traz a sensação de ambiente natural para o interior do prédio.

Entre os materiais usados figuram a madeira maciça e o tijolo à vista, escolhidos levando-se em consideração a durabilidade, a mão de obra local e o baixo custo de manutenção. Esses materiais também evidenciam o caráter residencial do conjunto.

Escritório

Comunello Felix Arquitetura4 projeto(s)

Local: RS,Brasil
Início do projeto: 2012
Conclusão da obra: 2015
Área do terreno: 435
Área construída: 1.047

Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo