> > > Centro de Formação dos Profissionais da Educação

Centro de Formação dos Profissionais da Educação

Centro de Formação dos Profissionais da Educação
De um simples centro voltado para profissionais da educação surge a ideia de estender a estrutura para atividades que beneficiam a população dos arredores. O projeto ganha transparência e acessibilidade; e a comunidade, mais consciência Foto/Imagem:Nelson Kon

Vocação comunitária

Mais que um espaço de ensino profissionalizante em São Caetano do Sul, São Paulo, o Centro de Formação dos Profissionais da Educação abrange atividades voltadas para a comunidade da região. Logo no início do projeto, os arquitetos Ana Carolina Penna e Fábio Galvão, do escritório D2Penna, propuseram ampliar as áreas reservadas a reuniões, auditório, oficinas, biblioteca e de estudo individual, normalmente pequenas. “Extrapolamos o programa sugerido pelo contratante com a intenção de otimizar a vocação comunitária do complexo”, explica Ana Carolina. A ideia foi tão bem-sucedida que o projeto ganhou o prêmio AsBEA 2012 (Associação Brasileira dos Arquitetos) na categoria Edifícios Institucionais.

Transparência na fachada

O partido favorece a integração entre áreas internas e externas – seja com a vizinhança ou com o Extrapolamos o programa sugerido pelo contratante com a intenção de otimizar a vocação comunitária do complexoAna Carolina Penna pátio aberto ajardinado, localizado no centro do lote. Para isso, generosas esquadrias envidraçadas tomam todo o pé-direito da fachada, deixando o ambiente interno à vista. Já a arquitetura minuciosamente planejada favorece 100% a iluminação e a ventilação naturais dos espaços internos.

Misto de escola e centro de convivência comunitário, o centro de formação conseguiu integrar-se ao entorno, favorecer o fluxo livre de pessoas e ainda conciliar áreas públicas – comuns e privativas – deixando para trás qualquer ideia pré-concebida de que as indesejáveis e ostensivas barreiras postiças de segurança são imprescindíveis a edificações educacionais.

Layout estudado

No terreno longitudinal em desnível, com 6 mil metros quadrados, uma das laterais faz limite com uma via de tráfego intenso; já a outra volta-se para uma rua predominantemente residencial. A localização determinou a distribuição do layout interno em níveis sequenciais de espaços privativos e coletivos nas duas edificações paralelas que cercam o pátio aberto central. Na primeira – entremeada por dois jardins – ficam os espaços privados, facilmente reconhecidos pela volumetria em forma de pavilhão do prédio. Na segunda, localizada no piso inferior, foram dispostos o auditório, a área de exposições e a cozinha.


Escritório

Carolina Penna Arquitetos3 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Início do projeto: 2007
Conclusão da obra: 2011
Área do terreno: 6.084.86
Área construída: 5.000

Tipo de obra:
Centros Educacionais

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow Desenhos e plantas

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo