> > > Restaurante Camélia Òdòdó

Restaurante Camélia Òdòdó

Restaurante Camélia Òdòdó
Com menu 100% vegano assinado pela culinarista e apresentadora Bela Gil, o Restaurante Camélia Òdòdó é pautado pela gentileza urbana e pela conexão com a natureza. Por Vitrô Arquitetura e Ana Guedelha Arquitetura e Interiores Foto/Imagem:Maura Mello

Culinária orgânica e gentileza arquitetônica

Pautado pela gentileza urbana e pela conexão com a natureza, o projeto do Restaurante Camélia Òdòdó nasceu da parceria entre as arquitetas Nathalia Favaro (Vitrô Arquitetura) e Ana Guedelha (Ana Guedelha Arquitetura e Interiores). O local escolhido foi um antigo imóvel na Vila Madalena, em São Paulo, que teve seus espaços divididos para abrigar o restaurante e a Loja Korui.

Apesar de usos distintos, a paleta de cores, o mobiliário e os revestimentos se relacionam diretamente entre as marcas que compartilham a mesma fachada. "Todos os tons, que variam entre quentes e terrosos, bem como os materiais, foram pensados para conferir aos ambientes leveza e aconchego”, conta Ana.

Dos 195 m² de área total, 74m² foram reservados para o Camélia Òdòdó, que tem menu 100% vegano e assinado pela culinarista e apresentadora de TV, Bela Gil. Logo na entrada, uma escadaria foi projetada para permitir o acesso, respeitando o desnível natural da rua e vencendo um dos principais desafios encontrados pela dupla: o declive acentuado ao longo de toda a fachada.

A reforma evitou grandes mudanças estruturais e foi pensada a partir de um eixo central que conecta os ambientes emoldurado por uma marquise. Numa das extremidades do imóvel estão o salão do restaurante, o café e a cozinha e, na outra, a loja.

Os tons escolhidos variam entre quentes e terrosos Foto: Maura Mello

Este bloco abriga o programa mais funcional do projeto, composto por banheiro, estoque e caixa. A cozinha e seu estoque foram dispostos de maneira a compreender a entrada de serviços a partir da rua com uma configuração em L que originou a abertura independente para o café.

A falta de integração entre o interior e a rua aliada à pouca iluminação também eram questões a serem resolvidas. "Resgatamos a luz natural do imóvel a partir da abertura dos vãos existentes, que estavam cobertos, gerando um aumento da sensação de amplitude", afirma Nathalia.

Convidativa, a arquibancada sombreada cria um efeito de alargamento da calçada. O deck ao ar livre com um jardim de Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC’S) está entre os destaques do restaurante. Ainda pensando na gentileza urbana, foram criados um banco público, um estacionamento de bicicletas e um bebedouro com água potável gratuita.


Escritório

Ana Guedelha Arquitetura e Interiores1 projeto(s)Vitrô Arquitetura4 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Início do projeto: 2019
Conclusão da obra: 2021
Área construída: 74

Tipologia:
Comercial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo