> > > Viviendas en Carabanchel

Viviendas en Carabanchel

Viviendas en Carabanchel
Edifício habitacional interage com o entorno por meio de um grande pátio coletivo e por suas fachadas, formadas por blocos retangulares revestidos com chapas metálicas coloridas Foto/Imagem:David Frutos

Tetris coletivo

Vencedor de um concurso de habitação de Madri, na Espanha, o projeto do Viviendas en Carabanchel está localizado em uma nova área de expansão da cidade. O programa elaborado previa a construção de um edifício de habitação coletiva com 82 moradias, com tipologias de um a quatro quartos. Além disso, o projeto arquitetônico deveria agregar um estacionamento privado e áreas comuns no piso térreo.

Outra condição que deveria ser atendida era a criação de amplos vãos em fachadas opostas, para favorecer a ventilação cruzada na edificação e formar um pátio espaçoso – como um núcleo no terreno. A proposta era criar um projeto que interagisse esteticamente com o espaço público e oferecer áreas coletivas de convívio.

Fachada colore a cidade

O grande diferencial do Viviendas en Carabanchel é a fachada, composta por blocos retangulares e coloridos que se intercalam e têm aparência de contêineres. Essa mesma formação é vista em todas as faces da obra, tanto nas fachadas externas quando nas internas, que cercam as áreas comuns.

Os blocos foram organizados de maneira a conceber, propositalmente, perfurações distribuídas no conjunto. Essas aberturas permitem uma interação maior com a cidade no nível da rua e ampliam a visão do horizonte dos moradores.

Viviendas en Carabanchel - Tetris coletivo
O espaço público do interior do terreno é parcialmente aberto, conectando-se com o entornoFoto: Miguel de Guzmán's

Uso amplo e integrado

O espaço público no interior do terreno é parcialmente aberto. Esse formato permite que o núcleo se conecte com o entorno e resolva a diferença entre os níveis da topografia.

“O pátio de dentro é arborizado, com espécies que exigem baixa manutenção. É também um lugar onde grupos de diferentes faixas etárias podem desenvolver atividades ao ar livre, praticar esportes ou simplesmente aproveitar o sol de inverno. Um espaço onde as crianças brincam enquanto são observadas de suas casas. O lugar é definitivamente o coração do projeto”, destacam os arquitetos do Amann Cánovas Maruri, escritório responsável pela obra.

Materiais e escolhas conjuntas

Estruturas de concreto armado foram utilizadas para dar corpo à edificação. “A organização do bloco de apartamentos foi feita a partir do conceito de aplicação de um sistema de agrupamento simples, baseado em uma linear ordenada”, explica a equipe.

Para formar os blocos coloridos, chapas onduladas de metal agem como fachada ventilada, cujos orifícios se repetem e preservam a individualidade, ao mesmo tempo que garantem visão do exterior e entrada de luz. Cada andar tem uma distribuição distinta, que resultam em corredores, apartamentos e aberturas com tamanhos diferentes.

“O edifício está definido como um conjunto empilhado e ordenado de corpos metálicos, com cores e acabamentos escolhidos pelos moradores em um catálogo de combinações e possibilidades”, ressalta a equipe, que explica que esse conceito é uma estratégia, uma forma de viver em conjunto. “Nós arquitetos organizamos a estrutura, a ordem dos fatores e a construção, mas não tomamos decisões finais no lugar dos usuários”, concluem.


Escritório

Amann Cánovas Maruri1 projeto(s)

Local: MA, Espanha
Conclusão da obra: 2009
Área do terreno: 4441
Área construída: 13419

Tipo de obra:
Edifícios Residenciais
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow Desenhos e plantas
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo