> > > Casa VR01

Casa VR01

Casa VR01
Com partido único, os pavilhões conectam e definem de forma ordenada as zonas funcionais da residência Foto/Imagem:Fran Parente

Geometria característica

Com um único pavimento horizontal, sendo o espaço desenvolvido em um nível somente, o terreno de 550 m² de área construída possui uma vasta e preservada vegetação. Um pedido dos moradores foi que a casa deveria ser térrea. A solução encontrada pelo escritório ALN Arquitetos trabalhou o terreno com dois cortes: o primeiro, transversal, obedecendo ao ponto médio da frente do lote, o que resulta em um platô; e o segundo, longitudinal, configurando o mesmo platô.

“A partir da construção do partido único surge uma morada com regularidade geométrica de forte identidade”, explica o arquiteto Marcus La Motta. Tratam-se de dois pavilhões de uso distinto e paralelos entre si, dispostos longitudinalmente ao terreno, formando um espaço coletivo semelhante a um pátio.

Ordenando a estrutura

O partido torna-se um elemento tipológico claro, definido e intimista e serve como o centro da residência, que se desenvolve a partir dele, organizando e distribuindo os ambientes. “Os dois pavilhões trabalham como ordenadores da casa, com o objetivo de criar um espaço capaz de proporcionar maior privacidade e também ser o centro irradiador” conta o arquiteto.

Cobertura

Elevada em relação aos blocos, a configuração da cobertura de 15 x 15 m abrange três espaços distintos: garagem, estar e varanda. Ela representa a continuidade dos espaços e simplifica a leitura da casa, transformando-a em um objeto de volumetria essencial, marcante e clara.

Luz e ventilação natural

A residência proporciona um espaço de encontro, de convívio e de relação direta com a paisagem. A exposição do partido permite a circulação dos ventos e a iluminação natural, criando um adequado microclima. “É o espaço psicológico, introvertido e central que, ao mesmo tempo em que está aberto e exposto, propicia o caráter privado ao usuário” relata Marcus.

Enquanto os dormitórios encontram-se resguardados, como forma de posicionar e garantir o melhor conforto ambiental, a área de serviço foi deslocada em direção à rua. “A planta trabalhada tornou-se um mecanismo espacial que possibilita aos quartos uma adequada incidência de luz natural, resultando em dois blocos paralelos longitudinais, porém desalinhados transversalmente” comenta.

Acústica

Com características próprias, o espaço conta com proteção acústica que possibilita, simultaneamente. estar ao ar livre e proteger-se contra as fontes de ruído externo à edificação.


Escritório

ALN Arquitetos2 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Início do projeto: 2008
Conclusão da obra: 2010
Área do terreno: 3.000
Área construída: 550

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo