,
> > > Naust paa Aure

Naust paa Aure

Naust paa Aure
Com claraboias que descem até o piso e seis janelas levadiças, revestidas de lona de algodão, a casa se destaca na paisagem litorânea da cidade de Aure Foto/Imagem:Pasi Aalto

Para o verão norueguês

Na região costeira da Noruega, é comum encontrar pequenas casas à beira-mar. Elas servem de abrigo para barcos e artigos de pesca, que é a principal atividade econômica do país. No verão, muitos desses lugares são aproveitados como espaços de recreação, como é o caso do projeto arquitetônico Naust paa Aure, concebido por TYIN tegnestue Architects. Mesmo em meio à bela vista litorânea da cidade de Aure, a edificação consegue se destacar pela construção atípica, com claraboias que descem até o piso e seis janelas levadiças, revestidas de lona de algodão.

No terreno, já existia uma casa de barcos, porém muito antiga – datada do século 18. Como ela se encontrava em más condições, o proprietário decidiu derrubá-la e erguer uma nova edificação. De acordo com os arquitetos, a simplicidade do antigo edifício, tal como a orientação e o uso honesto de materiais, foram as principais fontes de inspiração para a concepção do Naust paa Aure.

Com a ajuda de peças de aço, as janelas se abrem para cima Foto: Pasi Aalto

Fachada e materiais reutilizáveis

O grande destaque do projeto está na fachada, que aparentemente parece vedada, mas todas as portas e as janelas se abrem para a paisagem litorânea. Essa dinâmica de movimento se deve às janelas, cujas peças de aço elevam a estrutura curiosamente para cima. No interior, elas são revestidas de lona de algodão e iluminadas com alguns pontos de luz apenas nas superfícies. Quando a estrutura está fechada, a iluminação quente traz aconchego ao espaço. Ainda assim, com as claraboias vedadas por vidros translúcidos, essa sensação é intensificada.

Como o local era de difícil acesso, os arquitetos empregaram materiais reutilizáveis tanto nas vedações quantos nos acabamentos. Além das esquadrias, que foram coletadas de uma fazenda vizinha, os caibros instalados em parte das paredes, pisos e forros vieram da construção original – ou seja, possuem cerca de 150 anos.

O revestimento externo do Naust paa Aure é feito da madeira do pinho norueguês. Ela recebe uma resina ecologicamente correta – proveniente da produção de cana-de-açúcar –, para proteger a construção contra o clima implacável das zonas costeiras da Noruega. Dessa forma, o exterior da casa dispensa qualquer manutenção e, com o passar do tempo, apresentará uma coloração prateada. Na cobertura, as telhas metálicas também dão resistência à edificação.

Escritório

TYIN tegnestue Architects12 projeto(s)

Local: ,Noruega
Início do projeto: 2010
Conclusão da obra: 2011
Área construída: 77

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo