,
> > > Fordypningsrommet Fleinvær

Fordypningsrommet Fleinvær

Fordypningsrommet Fleinvær
Os arquitetos do TYIN tegnestue Architects e do Rintala Eggertsson Architects mergulharam na ideia do músico Håvard Lund e projetaram pequenos edifícios como um refúgio de inspiração para os artistas Foto/Imagem:Pasi Aalto

Cabines inspiradoras

O músico e compositor norueguês Håvard Lund mergulhou fundo num projeto que buscava oferecer um refúgio de inspiração aos artistas. Ao conhecer o arquipélago Fleinvær – imerso na exuberante natureza do norte da Noruega –, decidiu que este seria o local perfeito para implantar sua proposta. Definido isso, convidou os escritórios TYIN tegnestue Architects e Rintala Eggertsson Architects para dar forma aos espaços. Ao fruto originado dessa parceria deu-se o nome de Fordypningsrommet Fleinvær; pequenas casas de madeira voltadas para as ilhas.

Lund explica que a ideia surgiu despretenciosamente. “Durante muito tempo morei próximo de Fleinvær. Inicialmente, era um local de trabalho para mim, mas o tempo passou e senti a necessidade de compartilhar com as pessoas o que eu tinha encontrado ali.”

De fato, a região escolhida pelo músico apresenta cenários inspiradores. Com localização remota, não tem nem carros nem lojas, ou seja, os artistas estão distantes de qualquer agitação e distração da vida urbana. Em Fleinvær, o cenário moderno foi substituído por longas vistas em direção ao horizonte e às montanhas sobre o mar.

Mínima intervenção

Junto ao estudantes de arquitetura da NTNU (Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia), os arquitetos submeteram uma minuciosa varredura no terreno. Esse processo foi fundamental para orientar o desenvolvimento do projeto, pois foi através dele que determinaram um processo de construção com mínima interferência no ecossistema natural.

Fordypningsrommet Fleinvær - Cabines inspiradoras
O processo construtivo procurou intervir minimamente no soloFoto: Pasi Aalto

Assim, as características do lugar, tais como musgos, outras vegetações terrestes, além de áreas de nidificação de gaivotas e aves marinhas, deveriam ser preservadas. “Escolhemos uma implantação cuidadosa, na qual construímos pequenos volumes em contato sutil com o solo”, escreve Yashar Hansen, arquiteto do TYIN tegnestue Architects.

Madeira e aço

No total, foram construídas nove cabines, que englobam quatro dormitórios, uma sauna (localizada à beira-mar), um banheiro, uma cozinha, uma sala de trabalho e uma "caixa de reflexão" erguida sobre um único pilar de aço, tal como uma casa na árvore. Com exceção deste bloco, todos os demais foram ancorados com parafusos e concreto, e elevados do solo a partir de colunas de aço curvadas em ângulos de 15°.

Para o revestimento dos edifícios, os arquitetos adotaram uma madeira sustentável que adquire uma pátina cinza com o passar do tempo e das condições climáticas da região. Em algumas paredes, as peças amadeiradas foram sobrespostas umas às outras, gerando um efeito semelhante às escamas de peixe.

Escritório

TYIN tegnestue Architects12 projeto(s)

Local: FL,Noruega
Início do projeto: 2013
Conclusão da obra: 2017
Área construída: 123

Tipo de obra:
Hotéis
Tipologia:
Lazer e Turismo

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo