> > > Casa P

Casa P

Casa P
O empilhamento de três distintas caixas programáticas e com volumes interligados fez com que a Casa P, do studio mk27, parecesse um perfeito jogo de encaixe Foto/Imagem:Fernando Guerra

Jogo de encaixe

O objetivo principal do studio mk27 ao desenvolver o projeto arquitetônico da Casa P era acomodar o extenso programa em um terreno em declive, preservando, apesar dessa limitação, as melhores vistas da cidade de São Paulo, onde a residência está localizada.

“A estrutura de concreto e a consequente compatibilização dos projetos complementares foi um desafio para garantir o melhor funcionamento da casa e conferir o máximo de leveza ao espaço interno. A casa P é como um jogo de encaixe”, comenta o arquiteto Marcio Kogan.

Concepção integrada

A concepção do projeto começou pelo empilhamento do programa em três caixas programáticas distintas, de modo a organizar a setorização. Ao rotacionar os três volumes interligados por um eixo vertical comum, o escritório criou uma área coberta externa no térreo, a qual tem apoio de serviço para eventos. Atrás da parede estrutural que acomoda o forno a lenha e a bancada, surgiu um deck externo para o dormitório principal.

“São diferentes relações visuais entre os cheios e os vazios, entre as áreas privadas, semiprivadas e a vista para a cidade”, conta o arquiteto.

Na fachada, os arquitetos usaram vidro e painéis de madeira, o que torna as superfícies simples e uniformes e ajuda a trazer conforto, ao permitir controle da incidência solar, da iluminação e da privacidade visual.

O diferencial da Casa P fica por conta do aproveitamento da área livre do lote. A permeabilidade da sala de estar transforma esse espaço em um grande terraço solto num jardim. A possibilidade de muros baixos ao fundo, integrando o jardim às copas das árvores do parque presente no bairro, também é um destaque que tira partido da condição do lote, além da possibilidade de uma vista especial do último andar.

Layout interligado

Casa P - Jogo de encaixe
A relação entre os ambientes mostra a integração pretendida pelo projeto arquitetônico Foto: Fernando Guerra

Os ambientes da residência sempre se integram ao espaço externo, especialmente no térreo, com a interligação da área social com o jardim.

Três andares abrigam o programa formado pelo jardim, terraço com lareira e churrasqueira, sala de televisão, sala de estar e jantar, lavabo, cozinha, quartos, escritório e sala da família. No subsolo, a casa P conta com garagem, lavanderia, quartos de serviço e sala de ginástica. O núcleo de circulação é composto por uma escada contínua engastada em uma empena estrutural. Esse bloco, que organiza a estrutura e distribui os fluxos, é o pivô ao redor do qual os volumes são rotacionados.

“Buscamos também empregar materiais naturais como madeira, concreto e aço cortén, trazendo aconchego ao espaço que ao mesmo tempo é conciso em elementos construtivos e de certa forma até rigoroso”, relata.

Iluminação e paisagismo em harmonia

“A Casa P não tinha foco específico em sustentabilidade, mas o controle equilibrado da luz natural e a orientação solar adequada trouxeram eficiência energética. A casa tem um clima naturalmente agradável”, explica Kogan.

Utilizando luminárias decorativas ou luz embutida no mobiliário, a residência ganhou uma iluminação artificial acolhedora. Quanto à automação, ela está presente nos sistemas de iluminação, irrigação e demais equipamentos como filtros da piscina e aquecedores.

No projeto de paisagismo, o destaque fica para o esforço em relocar de forma delicada as árvores existentes. “A ligação visual com o parque do bairro também recebeu uma atenção especial. Árvores frutíferas atraem pássaros e vida para a Casa P”, finaliza.


Fornecedores desta obra

Escritório

studio mk2740 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Início do projeto: 2007
Conclusão da obra: 2012
Área do terreno: 1.240
Área construída: 773

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow Desenhos e plantas
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo