> > > Instituto Brincante

Instituto Brincante

Instituto Brincante
O edifício vertical do teatro-escola Instituto Brincante tem como característica marcante a comunicação direta com a região Foto/Imagem:Leonardo Finotti

Cultura resgatada

Após 21 anos de operação em um galpão com 800 m², o teatro-escola Instituto Brincante precisou se mudar e, em 2016, ganhou uma nova sede. Comovidos pela história da instituição – um centro de referência para a promoção da cultura brasileira –, os arquitetos do escritório Bernardes Arquitetura decidiram doar o projeto, que foi inserido em um terreno vizinho com 342 m² de área construída, na Vila Madalena, em São Paulo.

O desafio foi desenvolver uma obra em uma área significativamente menor do que a anterior e com um orçamento fixo. No novo programa estão presentes auditório com capacidade para 80 pessoas, sala de ensaios, espaço para armazenamento de instrumentos, figurinos, área administrativa e espaços de apoio.

Diálogo com a região

O tipo de construção escolhida pelos arquitetos favorece a conexão do edifício com a rua. A interação entre espaço público e privado acontece graças aos brises verticais feitos de madeiras espaçadas, que têm como objetivo convidar o público a olhar para o Instituto.

O acesso se dá em uma pequena praça, que abriga a bilheteria, mas que também pode funcionar como um bar nos dias de eventos. Do lado direito do terreno, há um túnel de acesso ao palco do auditório. O núcleo central de circulação acontece pela escada helicoidal posicionada na lateral esquerda.

Instituto Brincante - Cultura resgatada
O programa inclui um auditório para cerca de 80 pessoas, sala de ensaios, espaço para armazenamento de instrumentos, figurinos e adereços, área administrativa e espaços de apoio Foto: Leonardo Finotti

Térreo, mezanino e pavimento superior compõem os três andares do projeto. Ligado ao auditório, o mezanino serve como uma ampliação do térreo, possibilitando entrada contínua ao andar superior da arquibancada e a uma passarela criada sobre a área do palco, com intenção de ampliar a capacidade do auditório e possibilitar intervenções artísticas.

Sala de reunião, escritório, copa, vestiário e sala multiúso compõem o segundo andar. Um grande pano de vidro permite a entrada natural da luz para a sala multiúso e está protegido parcialmente pelo brise e pela esquadria da cobertura, feita em shed.

Vidro como protagonista

Uma das premissas era que o espaço tivesse bastante iluminação natural, conforto ambiente e uma boa eficiência acústica que fosse capaz de isolar os 120 dB dos instrumentos de percussão que normalmente são utilizados nos ensaios dos alunos, bem como nos espetáculos.

Por isso, os arquitetos usaram vidros com isolamento acústico envolvendo todo o prédio, o que permitiu ao Instituto Brincante funcionar naturalmente ao lado de residências e escritórios, sem incomodar.


Escritório

Bernardes Arquitetura7 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Início do projeto: 2015
Conclusão da obra: 2016
Área do terreno: 320
Área construída: 342

Tipo de obra:
Centros Educacionais

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo