> > > Pizzaria Olegário Vila da Serra

Pizzaria Olegário Vila da Serra

Pizzaria Olegário Vila da Serra
A integração dos ambientes e os revestimentos em tons terrosos são os destaques do projeto arquitetônico Foto/Imagem:Jomar Bragança

Sabor e arte popular

Devido à mudança de proprietário, o espaço de um restaurante já existente no hotel Mercure, em Nova Lima (MG), passou por uma reforma e ampliação. Para ocupá-lo, uma nova franquia da Pizzaria Olegário Vila da Serra foi instalada, com projeto arquitetônico assinado pelo escritório Vecci Lansky.

De acordo com Isabela Vecci, arquiteta e autora do projeto, o maior desafio foi integrar os ambientes anexados e aproveitar ao máximo os materiais existentes, integrando-os de maneira fluida ao décor. A principal característica da rede de restaurantes é a valorização do forno a lenha em suas lojas. “O projeto se baseou no material utilizado para confecção dos fornos de pizza, o tijolo. Todas as cores e materiais foram pensados para compor com esse material, fundamental numa boa pizzaria”, destaca.

Além da presença no forno, é possível encontrar nuances do tijolo de barro no piso e mobiliário de madeira, nos pilares com cerâmica artesanal, na cor de cerâmica tijolo das paredes e nos tons terracota do ladrilho hidráulico – material decorativo que personifica os ambientes da Pizzaria Olegário Vila da Serra. “Ele se destaca pois foi usado na cor predominante do projeto e aplicado em uma grande parede central do restaurante. Dessa forma, pode ser visto de vários ângulos”, explica a arquiteta.

Pizzaria Olegário Vila da Serra - Sabor e arte popular
A caixa de vidro do lobby configura-se como uma estufa de plantas Foto: Jomar Bragança

Intervenções e integração de ambientes

A reforma se deu principalmente pelo acréscimo de área no salão de mesas. Uma cobertura de metal e vidro se estende da pizzaria para o lobby do hotel, convidando o hóspede a entrar. O vidro também foi utilizado em todo o fechamento, atuando como uma vitrine do interior. “Isso funcionou bastante, pois em frente ao edifício existe um ‘quebra-molas’ que faz com que os carros desacelerem justamente em frente ao restaurante e vislumbrem os espaços internos”, complementa.

Os ambientes são integrados visualmente, mas também possuem sutis separações para criação de setores no restaurante. De acordo com Isabela, isso cria uma percepção de ambiência, de aconchego e permite a visualização dos demais ambientes ao mesmo tempo, sem uma separação muito rígida. “Esses ambientes são criados por separações baixas como móveis aparadores, diferenças de pisos e desníveis pequenos, diferentes acabamentos de teto etc.”.

Luz, natureza e decoração

O uso dos materiais na cor de barro, a iluminação e a arte popular que decora os ambientes – como as bonecas de barro do Jequitinhonha – tornam o restaurante mais aconchegante. A arquiteta destaca as luminárias diversas, que emanam luz indireta ou de baixa potência para não ofuscar os clientes. “Algumas luzes foram instaladas dentro de cestos feitos com palha e executados pelo artista mineiro Helder Profeta, enquanto outras foram projetadas por nós, como a grande caixa de acrílico em cima do bar”, pontua.

A caixa de vidro do lobby também foi projetada para ser uma espécie de estufa de plantas. Com isso, vários vasos foram pendurados para trazer mais natureza para a Pizzaria Olegário Vila da Serra. Essa mistura de plantas, elementos rústicos e cores quentes permitiram a concepção de um local agradável e acolhedor.

Escritório

Vecci Lansky2 projeto(s)

Local: MG,Brasil
Início do projeto: 2015
Conclusão da obra: 2015
Área construída: 357

Tipologia:
Comercial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo