> > > iO Jaime Telles

iO Jaime Telles

iO Jaime Telles
Concebido e nomeado a partir do conceito de um produto Inside Outside, o iO Jaime Telles trata-se de um edifício residencial em Porto Alegre que incentiva a relação franca entre o morador e o vivaz bairro de Petrópolis Foto/Imagem:Blackhaus

Mirante da vila

Concebido e nomeado a partir do conceito de um produto Inside Outside, o iO Jaime Telles trata-se de um edifício residencial em Porto Alegre que incentiva a relação franca entre o morador e o vivaz bairro de Petrópolis

Com 4.644,83 m² de área construída, o iO Jaime Telles será um sutil e surpreendente elemento na vizinhança gaúcha. Desenvolvido de forma a valorizar a relação com o entorno, seu térreo fica sob pilotis e dá origem a uma convidativa arquibancada entre o corpo do edifício e o jardim.

A disposição inspirada nas usuais estruturas de ginásios e estádios tem um motivo além da estética: ser um elemento conector entre edificação e bairro. Desde os estudos iniciais do OSPA, a localização e suas atividades norteiam decisões do projeto – visto que Petrópolis mostra-se pulsante, rico em negócios locais, feiras, parques, restaurantes, escolas e clubes.

Através do escalonamento, o empreendimento explora este relacionamento com a cidade. Com menos pavimentos frontais, a leitura desde a rua dá-se em uma escala mais humana e condizente com o local de inserção. No decorrer da torre, os espaços abertos gerados na face leste potencializam a área privativa, entregando às unidades terraços que atuam como intermediadores entre a urbanidade e a vida íntima.

A forma como o edifício se desenvolve valoriza sua relação com o entornoFoto: Blackhaus

O térreo abriga a maior parte das áreas comuns do prédio. E 48 apartamentos são distribuídos em nove pavimentos acima do nível da rua. Sucedendo o acesso principal, o estar entre pilotis introduz moradores e visitantes ao salão de festas que se abre para o jardim e a piscina. Há, ainda, bicicletário personalizado e academia.

Completando as dependências, em um dos pavimentos mais altos, foi mantido um terraço condominial para que todos os moradores – especialmente os de apartamentos sem varanda privativa – possam desfrutar da vista e da atmosfera da cidade.

Entre os materiais predominantes escolhidos pelos arquitetos estão o aço, o concreto e o vidro, elementos que, juntos, desenham e valorizam a silhueta de design gradual do prédio. A especificação dos vidros e algumas adequações de projeto foram feitas de modo a garantir o conforto térmico de todos os apartamentos.


Escritório

Ospa Arquitetura e Urbanismo12 projeto(s)

Local: RS, Brasil
Início do projeto: 2020
Área do terreno: 1.213
Área construída: 4.644

Tipo de obra:
Edifícios Residenciais
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo