> > > Edifício Parc Zodíaco

Edifício Parc Zodíaco

Edifício Parc Zodíaco
As curvas do edifício residencial Parc Zodíaco marcam presença no cenário de Belo Horizonte, Minas Gerais Foto/Imagem:Jomar Bragança

Imponência na paisagem

O Edifício Residencial Parc Zodíaco foi desenvolvido pelo escritório Gustavo Penna Arquiteto e Associados para harmonizar-se com seu entorno na cidade de Belo Horizonte (MG). De arquitetura marcadamente contemporânea, possui curvas, varandas e jardins que favorecem a inserção harmoniosa do volume na paisagem. “O projeto suaviza os contornos, numa solução cuidadosa quanto a sua relação com a rua, com a coesão compositiva e a simplificação dos detalhes”, relata a arquiteta Laura Penna.

Um dos diferenciais do projeto arquitetônico está justamente no fato de ele dialogar com o cenário urbano, através de suas linhas e acabamentos.

Revestimento destaca fachada

O revestimento único e o coroamento vigoroso reforçam a ideia de unidade no Edifício Parc Zodíaco. O emprego de lajes nervuradas, as soluções de esquadrias, os pés-direitos generosos, o elevador de cargas e a área de lazer otimizada são alguns itens adicionais que agregam conforto e flexibilidade para a composição.

“Nas fachadas, o material envoltório usado foi o granito com sistema de instalação aerado, além de esquadrias de alumínio em bronze e vidro. Este tipo de revestimento foi escolhido por se tratar de um material monocromático, resistente e de fácil execução e manutenção”, explica Penna.

A implantação do edifício no terreno trouxe algumas dificuldades aos arquitetos, em função do grande desnível existente. A solução que encontrada foi a execução da cortina atirantada – que é a extensão da parede de concreto armado, utilizada para a contenção de encostas e construção de subsolos.

Automação e iluminação

Edifício Parc Zodíaco - Imponência na paisagem
O projeto possui automação, o que o torna mais eficiente Foto: Jomar Bragança

Graças ao engenhoso sistema de halls, elevadores e circulações horizontais, a planta do pavimento tipo permitiu ligações funcionais entre as áreas de serviço, social e íntima, sem o cruzamento de fluxos indesejáveis. Além disso, o edifício possui sistema de automação, o que o torna mais eficiente. O prédio conta também com aquecimento solar, equipamentos e torneiras de baixo consumo de água.

“O Edifício Parc Zodíaco possui sistema de automação na iluminação, na abertura de portões e portas, no acionamento de equipamentos, como a sauna, o SPA, a Iluminação da quadra, entre outros, além de um elevador exclusivo para veículos e carga, o que possibilita ao morador conduzir o carro até o seu apartamento”, conta Penna.

Outra coisa que vale a pena ressaltar é o projeto de paisagismo, que é condizente com o terreno natural, com muita grama e vegetação arbustiva.

Valorizar o design

O programa de interiores do Edifício Parc Zodíaco foi desenvolvido por Sandra Penna, com a intenção de valorizar as artes plásticas e o design. Foram utilizados poucos acabamentos numa linguagem de despojamento, neutralidade e elegância. O hall é marcado pelo caminhamento da entrada por meio de uma grande passadeira. “Uma série de fatores trazem arte e o design como os protagonistas do espaço”, conclui a arquiteta.


Escritório

Gustavo Penna Arquiteto e Associados23 projeto(s)

Local: MG, Brasil
Início do projeto: 2004
Conclusão da obra: 2010
Área construída: 13.800

Tipo de obra:
Edifícios Residenciais
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow Desenhos e plantas
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo