> > > Sede de Laboratório de Análises Clínicas e Medicina Diagnóstica

Sede de Laboratório de Análises Clínicas e Medicina Diagnóstica

Sede de Laboratório de Análises Clínicas e Medicina Diagnóstica
A proposta para a nova Sede do Laboratório de Análises Clínicas e Medicina Diagnóstica era criar um programa fluido, com lajes livres e que atendesse às necessidades da empresa Foto/Imagem:Jonas Bernardi

Conectado com a cidade

A proposta para a nova Sede do Laboratório de Análises Clínicas e Medicina Diagnóstica era criar um programa fluido, com lajes livres e que atendesse às necessidades da empresa. Apesar das particularidades do programa, o escritório Dal Pian privilegiou – sempre que possível – áreas verdes e explorou a conexão do edifício com seu entorno. 

Na esquina das avenidas Santo Amaro e Morumbi, tradicionais na Zona Sul de São Paulo, nasce a Sede do Laboratório de Análises Clínicas e Medicina Diagnóstica. Idealizado pelo escritório Dal Pian Arquitetos, o projeto deveria atender necessidades técnicas, fluxos operacionais e dialogar com a cidade – traduzindo os princípios da empresa na sua arquitetura.  

Outra premissa é que os 14 pavimentos – que abrigam laboratório e área administrativa – precisavam ser livres e desimpedidos, proporcionando flexibilidade. Para dar às plantas toda essa liberdade de ocupação, os arquitetos deixaram de lado a ideia de um core central. A solução foi posicionar sanitários, serviços e a circulação vertical paralelamente a uma das laterais do edifício.

O térreo é totalmente aberto para o exterior e conecta as duas avenidas Renders: Jonas Bernardi 

Com uma permeável via de circulação de pedestres – que intensifica a conexão entre as duas avenidas –, está o térreo. Ele organiza os acessos principais, recepção, almoxarifado, carga e descarga, refeitório e uma agência bancária.

Poucos materiais, utilizados na sua verdadeira expressão, compõem o edifício. Concreto aparente se contrapõe ao fechamento com vidros cobertos com brises em chapas de alumínio. Essas chapas perfuradas na fachada do prédio vão além da estética: permitem a entrada de luz natural filtrada, protegendo os espaços de trabalho da incidência solar direta.

Apesar de ter sido elaborado para um laboratório – cuja essência demanda luz artificial e ar condicionado – o projeto prevê aberturas para a cidade. Varandas de concreto com jardim se alternam nas laterais dos andares-tipo com o objetivo de potencializar a conexão entre arquitetura e paisagem urbana. O 4º andar, aberto e contemplativo, é repleto de áreas verdes que abraçam o restaurante. “O que nos agrada é ter respondido ao programa de necessidades do cliente, mas, ao mesmo tempo, ter saído do padrão. Ao invés de um edifício totalmente fechado, criamos uma edificação conectada com a cidade”, comenta o arquiteto Renato Dal Pian. 

Devido à complexidade e às particularidades de uso, o edifício contempla espaços generosos para equipamentos técnicos, dutos e shafts para a condução das infraestruturas. 

Veja outros projetos de laboratórios na Galeria da Arquitetura:

Laboratórios UFSCar, por Megaron

Laboratório de Bionanomanufatura, por Piratininga Arquitetos Associados


Escritório

Dal Pian Arquitetos5 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Início do projeto: 2017
Conclusão da obra: 2021
Área construída: 37.000

Tipo de obra:
Laboratórios
Tipologia:
Comercial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow Desenhos e plantas

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo