> > > Vitrium

Vitrium

Vitrium
Perspectiva ilustrada do acesso principal. Linhas marcantes criam uma identificação com o estilo moderno tão presente em Brasília, no Distrito Federal Foto/Imagem:Divulgação/ OR

Tecnologia e transparência

Quando o terreno tem o formato de um retângulo e é irregular, um dos maiores desafios é encontrar a melhor maneira de implantar a edificação. É preciso, antes de tudo, solucionar os acessos de pedestres, fundamentais a um centro clínico que atende a 53 especialidades médicas e à maioria das atividades relacionadas.

No projeto de arquitetura do empreendimento Vitrium, desenvolvido pelo escritório Crosara Arquitetura, em Brasília (DF) para a Odebrecht Realizações Imobiliárias (OR), os profissionais resolveram a questão ao tirar partido da topografia do local, criando dois grandes halls destacados na arquitetura.

O primeiro é um cubo de vidro frontal à edificação, localizado no nível do acesso principal, o que possibilita uma visão panorâmica de todo o empreendimento. O segundo é um pórtico de alumínio e Vidros espelhados especiais melhoram o desempenho térmico e energético do empreendimentoCésar Durão vidro levemente curvo, responsável por receber o desembarque principal de veículos no centro da construção. Tudo isso a partir de linhas retas e marcantes, que geram uma identificação com o estilo modernista presente na capital do Brasil.

De acordo com o arquiteto César Durão, diretor de Incorporação da Odebrecht Realizações Imobiliárias, na concepção das fachadas foram levadas em consideração a orientação do prédio e a utilização de vidros espelhados especiais, que reduzem o consumo de energia, de ar-condicionado e iluminação artificial. “Exaustivamente estudado, o material melhora o desempenho térmico e energético do empreendimento”, acrescenta.

Conceito

O sistema estrutural favorece a flexibilidade das unidades autônomas, com o mínimo de vigas internas e um pé-direito de 2,70 m, a distância mínima necessária para foco cirúrgico. O conceito da obra reflete-se no próprio nome Vitrium. “A escolha representa uma mola mestra. A ideia era chegar a um ambiente que concretizasse uma obra cristalina, com transparência e aspecto tecnológico”, explica Durão. A partir daí, foram criados dois ambientes distintos, mas com características marcantes, voltadas para a tecnologia e o aproveitamento do espaço.

Entre as tecnologias empregadas destaca-se o sistema de renovação de ar. Nele o ar é captado fora da edificação, passa por um filtro e, na sequência, é insuflado para dentro das unidades, forçando o ‘ar viciado’ a sair pelas frestas.

Há, ainda, um sistema individual de exaustão, ideal para ser utilizado após procedimentos e lavagem química dos instrumentos. Além disso, está previsto o uso de mictórios secos e reúso de água da chuva para a irrigação do jardim.

Diferenciais

O prédio atende às exigências e especificações técnicas da Vigilância Sanitária do Distrito Federal e Para amenizar a baixa umidade do ar foram criados espelhos d´águaCésar Durão do Corpo de Bombeiros para o exercício de 53 especialidades médicas com internação. O centro oferece a setorização de clínicas e consultórios de acordo com atividades médicas e nível de internação, como por exemplo, áreas com previsão de tubulação para gases especiais (oxigênio e óxido nitroso), em parte de sua extensão. Tratamento do ar, circulação do lixo separada do fluxo de pessoas, e ar-condicionado individualizado também são diferenciais do empreendimento.

A iluminação natural nos corredores minimiza o uso da luz artificial. Quando necessário, o acendimento é automático, por meio do movimento, o que proporciona economia de energia e conforto aos usuários.

O acesso à garagem foi planejado para a passagem de ambulâncias. Corredores e elevadores permitem a circulação de macas. Exigências necessárias para clínicas com internação.

Todo o paisagismo adapta-se à região de clima seco. “Houve preocupação em adotar plantas nativas, que exigem menor irrigação. Para amenizar a baixa umidade do ar foram criados espelhos d´água”, explica Durão.

Materiais e interiores

Por se tratar de um ambiente com características hospitalares, o projeto da clínica e consultório decorados considerou as normas RDC50 da ANVISA. Os materiais de acabamentos foram cuidadosamente especificados para facilitar o controle de infecções.

Na clínica de cirurgia estética, a nobreza do mármore travertino no piso e nas paredes, além de detalhes em madeira e bancadas especiais, dão um brilho especial à recepção. Salas, portas e revestimentos receberam vidro; as persianas são embutidas; e a iluminação especial permite fluidez.

Já a clínica de odontologia em tons de azul e branco esbanja um ar despojado e alegre. Durão observa que as tonalidades são muito importantes, pois geram um ambiente bem dimensionado e aspecto tranquilizador para os pacientes.

O uso de tevê no teto tem a função de distrair o paciente e tirar a atenção do eventual desconforto durante o tratamento odontológico.


Escritório

Crosara1 projeto(s)

Local: DF, Brasil
Início do projeto: 2011
Conclusão da obra: 2012
Área do terreno: 12.500
Área construída: 25.558

Tipo de obra:
Edifícios Residenciais
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow Desenhos e plantas

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo