> > > GE Brazilian Technology Center

GE Brazilian Technology Center

GE Brazilian Technology Center
A vista privilegiada para a baía de Guanabara determinou o projeto deste centro de tecnologia e pesquisa criado para uma multinacional no Rio de Janeiro Foto/Imagem:Pregnolato&Kusuki

Design emblemático

O escritório Athié Wohnrath projetou edificações e interiores e gerenciou a obra do GE Brazilian Technology Center, novo centro de pesquisa da companhia multinacional voltado à investigação e inovação em energia e transporte. Com 24.000 m² de área construída, o complexo ocupa a Ilha do Bom Jesus, e é inteiramente rodeado pela baía de Guanabara, no Rio de Janeiro.

Espaços inspiradores e vista privilegiada determinam o projeto de pesquisa e inovação, que é o primeiro da empresa na América Latina e um dos cinco no mundo. Os demais se encontram nos Estados Unidos, Índia, Alemanha e China.

Arquitetura expressa ramo da empresa

A Racional Engenharia foi a responsável pela construção do complexo, que é composto por três torres: o office building, um prédio de laboratórios e outro dedicado à infraestrutura, além das portarias. “Os edifícios foram desenvolvidos em total sinergia para garantir a mobilidade de pessoas, cargas e veículos. As instalações, por sua vez, foram projetadas para até 400 funcionários”, explica o arquiteto Sérgio Athié, sócio-fundador do escritório.

GE Brazilian Technology Center - Design emblemático
Cores pontuais, no projeto de interiores, trazem alegria para o ambiente corporativo Foto: Pregnolato e Kusuki

O prédio central abriga os pesquisadores e tem uma volumetria que se destaca no conjunto. Para projetá-lo, os arquitetos tiveram como desafio garantir a fruição das vistas e assegurar as condições de conforto ambiental, considerando que a exposição maior de luz vem da face oeste. Para isso, tal fachada recebeu uma pele de vidro dupla que suaviza a entrada de calor, mas permite a abertura para a paisagem da baía.

“As lajes do edifício principal foram projetadas com grandes dimensões e cores centrais de maneira a permitir a integração funcional dos ambientes no conceito open space”, explica Athié.

O projeto e a obra, inclusive todas as soluções de iluminação interna e externa, foram desenvolvidos para obter a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), cuja avaliação já está em curso. Os arquitetos miram o LEED Gold, selo de sustentabilidade concedido pelo órgão norte-americano U.S. Green Building Council.

Procuramos criar um projeto contemporâneo, sustentável, funcional, harmônico e dotado de tecnologia de ponta. Na arquitetura buscamos expressar a natureza da atividade do Centro de Pesquisas”, conta Athié.


Escritório

Athié Wohnrath17 projeto(s)

Local: RJ, Brasil
Início do projeto: 2012
Conclusão da obra: 2015
Área do terreno: 38.000
Área construída: 24.000

Tipologia:
Corporativo

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos da Galeria da Arquitetura.

(55 11) 3879-7777

Fale conosco Anuncie

Outros produtos da e-Construmarket

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo