> > > Comperj

Comperj

Comperj
Da fachada ao interior, o projeto da nova sede do Centro de Informações do Comperj – Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro – representa os valores da modernidade e a responsabilidade social e ambiental adotados pela empresa Foto/Imagem:Divulgação Andrade Morettin Arquitetos

Representando valores

O novo edifício sede do Centro de Informações do Comperj – Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro –, em Itaboraí, Rio de Janeiro, foi projetado pelo escritório Andrade Morettin Arquitetos. A nova construção irá representar claramente os valores que a empresa Petrobras defende, dentre os quais estão incluídos a modernidade e a responsabilidade social e ambiental. A estratégia adotada na edificação se apoia em três parâmetros.

O primeiro diz respeito à maneira como se dá a ocupação do território. O segundo consiste em pensar o edifício como objeto autônomo inserido na paisagem. E o terceiro conceito envolve a adoção de um sistema construtivo claro e racional, com medidas que garantam o bom desempenho bioclimático e a sustentabilidade do edifício.

Implantação do terreno

“O edifício altera a percepção do lugar onde será inserido, na medida em que configura o plano que é o resultado da triangulação dos elementos arquitetônicos que se erguem na paisagem”, explica o arquiteto Vinícius de Andrade.

O percurso que vai da entrada do terreno até a nova construção é feito por uma passarela ligeiramente elevada, de onde é possível observar a praça do museu. “A geometria da praça organiza toda a implantação do conjunto e é composta por cascalho e água. A lâmina d’água remete à riqueza da hidrografia do lugar. O piso representa as rochas características do solo da região, como se as cascalheiras viessem compor a praça”, relata o arquiteto.

Por se tratar de uma paisagem caracterizada por diversas espécies, os arquitetos optaram por criar áreas densamente arborizadas em pontos estratégicos do terreno, especialmente junto aos acessos e ao estacionamento. “Serão escolhidas árvores nativas que fazem parte da vegetação característica da Floresta Ombrófila”, conta.

Volumetria do edifício

A volumetria sintetizada do pavilhão se ajusta perfeitamente ao perfil natural do terreno por meio da arquitetura leve e permeável ao olhar. “O programa se distribui com naturalidade pelos espaços internos. Logo na entrada está o grande salão, que funciona como espaço de encontro e de distribuição para todo o projeto e de onde vê-se o entorno”.

Ao sul, fica a ala administrativa; ao Norte, o museu e a biblioteca ocupam os espaços mais amplos, de pé-direito alto, de onde o mezanino oferece uma visão privilegiada. As áreas mais específicas, como espaços de reunião formados pelo auditório, pela sala 3D e videoconferência ocupam um volume separado e plugado ao pavilhão, obedecendo às características específicas desses programas. Ao longo de todo o edifício desenvolvem-se varandas sombreadas que funcionam como balcões de observação da paisagem.

Ecoeficiência

A orientação do prédio determinou a adoção de algumas decisões para controlar a insolação e tirar proveito da iluminação e ventilação natural. As varandas localizadas nas fachadas leste e oeste criam uma zona de proteção no interior do edifício. A tela e os brises horizontais barram o sol indesejável e a velocidade dos ventos, ao mesmo tempo em que os amplos caixilhos permitem a entrada da luz natural devidamente filtrada. Os caixilhos podem ser abertos, proporcionando a ventilação cruzada dos ambientes.

“Propusemos a adoção de sistemas de reúso de água para irrigação dos jardins e para as bacias sanitárias. Também foi considerado o uso de painéis fotovoltaicos para prover parte da energia usada no edifício. Estes equipamentos estariam localizados na cobertura do pavilhão, aumentando a eficiência dos sistemas e ajudando a compor a imagem do edifício. As demais centrais de utilidade foram distribuídas no terreno de acordo com as necessidades específicas de cada grupo”, finaliza Vinícius.


Fornecedores desta obra

Escritório

Andrade Morettin Arquitetos16 projeto(s)

Local: RJ, Brasil
Área do terreno: 3.600
Área construída: 39.000

Tipologia:
Governamental

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos da Galeria da Arquitetura.

(55 11) 3879-7777

Fale conosco Anuncie

Outros produtos da e-Construmarket

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo