Grupo Vidy

Canal de contato direto com a

 
Site Telefone
11-47873122-217
    Ver todas as matérias

    Superfície sólida mineral (SSM) revoluciona o conceito de fachadas ventiladas

    Fornecidas pela Vidy e adequadas para diferentes projetos, as fachadas ventiladas em SSM não limitam a criatividade e são mais duráveis e resistentes

    Redação Galeria da Arquitetura

    Fachadas pelo mundo em que o SSM se aplica com sucesso (imagens: divulgação/ Grupo Vidy)

    A Vidy trabalha com a SSM (Superfície Sólida Mineral), um material fabricado a partir da união de resina pura (30%) e alumina (70%). É ideal para o revestimento de fachadas lisas, vazadas, coloridas, retroiluminadas etc.

    “Os diferenciais da SSM são a composição termomoldável e translúcida. Possui várias cores, não é um material poroso – mantendo-se limpo e sem manchas – e garante resistência a impactos. Outros materiais, como cerâmica, alumínio, vidros ou concreto polímero, não têm essas características. Esse conjunto de vantagens liberta a criatividade dos arquitetos”, destaca Sergio H. Stauffenegger, arquiteto e diretor do Grupo Vidy.

    A solução está disponível nos modelos translúcido e retroiluminado – todos com proteção aos raios UV –, dando vida à fachada com jogo de luzes e diferentes cores e texturas.

    FACHADAS VENTILADAS EM SSM

    A empresa fornece o sistema de fachada ventilada em SSM para construções residenciais, comerciais e hospitalares, além de obras de infraestrutura e retrofits. Os painéis podem ser aplicados diretamente na fachada, sob o revestimento já existente.

    Desenvolvido de acordo com a necessidade de cada projeto, o sistema reduz significativamente o prazo de execução, a geração de entulhos e os riscos de desenvolvimento de processos patológicos próprios dos sistemas convencionais, como umidade e deslocamento das placas.

    Vale ressaltar que a Vidy oferece a solução completa para cada obra, ou seja: os painéis, as estruturas e a instalação.

    DESEMPENHO

    Para proporcionar melhor conforto térmico, o sistema é instalado com uma lâmina de ar que fica entre o fechamento e o revestimento exterior. Pelo efeito chaminé, o ar se renova e circula melhor no edifício. Por consequência, há uma notável redução no consumo de energia. Essa forma de fixação evita a entrada da umidade, contribui para a conservação da edificação e evita trincas e deslocamento de revestimentos ao longo do tempo.

    Sem abrir mão do fator estético, as fachadas ventiladas em SSM valorizam o imóvel e evitam reformas com o passar do tempo, preservando suas características iniciais.

     

novidadesfechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo