,
> > > The 7th Room - Tree Hotel

The 7th Room - Tree Hotel

The 7th Room - Tree Hotel
O The 7th Room, projetado pelo escritório Snøhetta, faz parte do Tree Hotel, na Suécia. A obra está inserida de forma suspensa entre as copas dos pinheiros, aproximando os hóspedes da natureza Foto/Imagem:Johan Jansson

Casa na árvore

O escritório Snøhetta foi convidado a desenvolver o 7º quarto do Treehotel, localizado na cidade de Harads, na Suécia. Inserido entre altos pinheiros típicos da região e margeado pelo rio Luleälven, o lugar – concluído em 2017 – fica a dez metros de altura, próximo à copa das árvores, como uma cabana na floresta.

Com foco na natureza, o The 7th Room, como foi batizado, oferece aos seus hóspedes uma vista deslumbrante da região.

Inserido na floresta

Externamente, a parte inferior do quarto a escada foram feitas de vidro, a fim de refletir a vegetação circundante. O projeto também conta com grandes janelas que fazem conexão dos ambientes internos e externos, tornando o quarto parte da floresta.

Além da intrigante escada que conecta o hóspede ao topo do quarto, foi incluído no projeto um elevador para transportar as bagagens.

The 7th Room - Tree Hotel - Casa na árvore<BR>
A decoração do projeto de interiores representa a cultura nórdica Foto: Johan Jansson

Doze colunas reduzem a carga do projeto e diminuem o impacto na floresta, além de trazer estabilidade. A fachada foi revestida de madeira (placas de pinheiro), elemento que predomina também internamente.

A parte superior foi feita de madeira queimada, visando a criar uma fachada escura que dispensa manutenção. O piso coberto e as paredes foram feitos com o mesmo material, enquanto a madeira é compensada com o vidro.

Design representa a cultura

O The 7th Room possui dois quartos, uma sala de estar, banheiro e um terraço arejado com rede de duas camadas, de onde é possível apreciar a vista e contemplar o céu estrelado da região. Com 55 m² de área construída, o local tem capacidade para acomodar até cinco pessoas.

Como a construção tinha por objetivo aproximar as pessoas da natureza, seus espaços sociais foram ampliados com grandes janelas de vidro, que vão do chão ao teto e ficam viradas para a face norte. Do quarto os hóspedes também conseguem ver a Aurora Boreal, fenômeno comum na região – foi por causa disso, aliás, que a sala de estar recebeu o nome de Northern Light (do inglês, Aurora Boreal).

Os pisos possuem alturas diferentes, com 30 cm de diferença, criando uma aparência inusitada e a impressão de ter dois níveis. A área da sala está localizada no piso inferior, enquanto os dormitórios estão no nível superior com as camas embutidas no chão. A maioria do mobiliário é feita de madeira e possui design simples, porém característico.

De dentro dos dois dormitórios também é possível ver o céu, por conta das claraboias grandes e abertas que, associadas às janelas de vidro, trazem muita luz natural ao ambiente.

Para representar a cultura local, o projeto de interiores segue o estilo nórdico, que mescla a madeira com uma paleta de cores neutras, como branco e preto.

Escritório

Snøhetta9 projeto(s)

Local: HA,Suécia
Início do projeto: 2016
Conclusão da obra: 2017
Área construída: 55

Tipo de obra:
Hotéis
Tipologia:
Lazer e Turismo

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo