,
> > > Ponte San Shan

Ponte San Shan

Ponte San Shan
O design da Ponte San Shan teve duas inspirações: as montanhas que cercam a via Pequim-Zhangjiakou e os arcos que simbolizam as Olimpíadas Foto/Imagem:Divulgação/Penda

Ponte olímpica

Mais uma vez, Pequim será palco de espetáculos da elite esportiva mundial. Em 2008, a capital da China recebeu as Olimpíadas e, depois de 14 anos, sediará os Jogos Olímpicos de Inverno 2022. Foi nesse contexto que o escritório de arquitetura chinês Penda se inspirou para conceber o projeto arquitetônico da Ponte San Shan. Em referência aos anéis – símbolos da competição, representando os cinco continentes –, a estrutura é formada por três arcos, que são sustentados por cabos de aço.

A ponte, que faz parte do programa de infraestrutura para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, estende-se por cima do Gui River, interligando o centro da cidade ao distrito chamado Zhangjiakou, ao norte de Pequim. Essa região é caracterizada pela quantidade de vales e montanhas cercando o caminho, e é nela que ocorrerão as principais competições ao ar livre. Em alusão à paisagem, o nome do projeto foi definido como San Shan, que pode ser traduzido como “três montanhas”. Assim, a nomenclatura insinua os traços da ponte, vista pela lateral, com o trio de arcos.

De acordo com o escritório de arquitetura, a obra faz parte de um amplo masterplan da expansão de Pequim, que, posteriormente, integrará novos territórios do tecido urbano de uma das maiores metrópoles do mundo.

Design helicoidal

Como dito, o formato da San Shan se deve tanto à mata circundante, quanto aos anéis que simbolizam o espírito olímpico. Assim, a estrutura principal da ponte é concebida como uma série de arcos, cujas extremidades interligam-se à pista de 95 metros de comprimento por cabos de aço de alta resistência.

Ponte San Shan - Ponte olímpica
A inauguração da ponte deve coincidir com o início dos Jogos Olímpicos de Inverno 2022Foto: Divulgação/Penda

Visto de cima, o projeto une as duas margens do Gui River por meio de uma hélice dupla, como uma sequência de filamentos do DNA, extremamente fina e leve. Segundo a equipe do Penda, ao se aproximarem do rio, os visitantes dos Jogos Olímpicos serão recebidos por um ícone multifacetado, que muda a sua aparência conforme a perspectiva.

Semelhante à estrutura de uma montanha-russa, a forma do aro espacial é construída a partir de suportes de aço inoxidável tubulares, com forte resistência lateral em função das suas conexões. Cada membro do arco é composto por cinco tubos de aço, que são conectados por placas de sarrafo.

A rigidez longitudinal da Ponte San Shan é reforçada pelo cruzamento dos cabos, que resistem à carga dinâmica dos veículos. Com base na sua estrutura de dupla hélice, o projeto utiliza cinco vezes menos aço do que uma ponte convencional.

Ainda assim, as vias de transporte e as de pedestres são divididas por uma faixa natural de árvores, que ligam as margens verdes ao longo da ponte. Além de separar os transeuntes do tráfego, essa solução cria um agradável espaço público, tão inusitado em projetos desse tipo.

Escritório

Penda1 projeto(s)

Local: PE,China
Início do projeto: 2016

Tipo de obra:
Pontes e Viadutos
Tipologia:
Infraestrutura

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo