> > > Sede de escritórios da indústria de fumo

Sede de escritórios da indústria de fumo

Sede de escritórios da indústria de fumo
A arquiteta Paula Sizinando deixou aparentes as estruturas de concreto da Sede de escritórios da indústria de fumo, localizada em Higienópolis, São Paulo Foto/Imagem:André Sheffer

Corporativo com estilo industrial

A Sede de escritórios de uma indústria de fumo de Santa Cruz do Sul (RS) é um espaço contemporâneo, com uma linguagem industrial. O projeto arquitetônico foi desenvolvido pelo escritório Arquitetura Contemporânea e o escritório Paula Sizinando Arquitetura foi o responsável pelo projeto de interiores, que buscou respeitar as características arquitetônicas do edifício de três andares – todo ele ocupado pela empresa – e manter aparente grande parte das estruturas.

“Sem dúvida as estruturas em concreto se tornaram o destaque do projeto, pois elas trouxeram a linguagem do edifício para os ambientes internos. Em alguns pontos, as deixamos aparentes”, comenta a arquiteta Paula Sizinando.

Linguagem contemporânea

Contemporaneidade é a palavra-chave no projeto da Sede de escritórios da indústria de fumo. Segundo a arquiteta, a proposta era desenvolver um trabalho que fosse atual, elegante e atemporal.

Em termos de distribuição, o edifício é constituído por garagem no subsolo, recepção e lobby no primeiro pavimento e salas administrativas no segundo pavimento.

Um ponto que pode ser destacado é a integração entre as salas administrativas através de divisórias de vidro, que deixam o edifício todo iluminado nas circulações internas. Outro ponto interessante é o lounge da diretoria, um espaço mais aconchegante para reuniões e conversas informais.

“Tiramos partido do pé-direito duplo e das estruturas de laje nervurada. Queríamos deixá-las aparentes para dar um ar de modernidade ao projeto. Este foi o ponto de partida para todo o desenho do mobiliário e para o projeto de iluminação”, destaca Sizinando.

Design e decoração

Para trazer sofisticação ao projeto da Sede de escritórios da indústria de fumo, foram usadas peças de design assinadas. A arquiteta desenhou todo o mobiliário, desde os móveis sob medida até as mesas soltas. A predominância é de linhas retas.

"Escolhemos materiais que trouxessem elegância e sofisticação ao projeto. Utilizei lâmina natural de pau ferro, tipicamente brasileira, para a grande mesa da sala de reuniões. Ela é o centro das atenções junto com os pendentes orgânicos que trazem leveza e movimento, contrastando com as linhas retas do projeto”, conta.

Sede de escritórios da indústria de fumo - Corporativo com estilo industrial
Pendentes orgânicos trazem leveza e movimento para a sala de reuniões Foto: André Sheffer

Móveis soltos, com design marcante, também foram usados pontualmente. São destaques as clássicas poltronas Barcelona na recepção, as cadeiras Charles Eames nas áreas de trabalho e os desenhos atuais de designers brasileiros, como o sofá de Larissa Diegoli na recepção da diretoria. Na recepção, o grande balcão em mármore Carrara se sobressai e impõe muita elegância.

A paleta de cores escolhida foi neutra. Cores como o branco e o preto, concreto aparente e madeira garantem atemporalidade ao projeto. “Nos ambientes em que a estrutura é aparente, usei linguagem industrial. Spots presos a estruturas de metal pintadas da mesma cor do teto dão o tom e criam uma iluminação direcionável e precisa”, relata Sizinando.

Iluminação pontual

A iluminação da Sede de escritórios da indústria de fumo é toda baseada no conceito da sustentabilidade. Lâmpadas de LED foram usadas para garantir o baixo consumo. A arquiteta alternou as lâmpadas PAR e AR para conseguir efeitos pontuais em quadros e elementos importantes do projeto de interiores.

Nos ambientes com forro de gesso, tornou-se essencial aplicar iluminação embutida também com lâmpadas de LED. Destaque para a iluminação da escada que tem composição de pendentes em madeira orgânica, que trazem movimento e fluidez ao projeto, fazendo a ponte com a sala de reuniões. Além disso, as janelas estão preenchidas de verde, uma vez que a natureza é abundante no entorno.

Com ajuda de cortinas, os arquitetos conseguiram diminuir o calor interno e ainda obter luz natural, sendo este um outro ponto importante na questão de sustentabilidade do projeto. "Prezamos pela iluminação natural, compondo com telas solares que ajudam na temperatura interna do edifício. Também usamos tonalidades de cinza em algumas paredes para quebrar o excesso de branco”, conclui a arquiteta.

Escritório

Arquitetura Contemporânea1 projeto(s)Paula Sizinando1 projeto(s)

Local: RS,Brasil
Início do projeto: 2013
Conclusão da obra: 2015
Área do terreno: 1.280
Área construída: 662

Tipologia:
Corporativo

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens
novidadesfechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo